Chefe de gabinete de Bruno Covas tem bens bloqueados

Sergio Avedella, chefe de gabinete do prefeito Bruno Covas, teve os bens bloqueados pela juíza Simone Gomes Casoretti, de São Paulo; Avelleda foi secretário de transportes de João Doria e presidiu o Metrô de 2011 a 2012; o chefe de gabinete de Covas já havia sido condenado por improbidade administrativa em fraude no processo de licitação da linha

Sergio Avedella, chefe de gabinete do prefeito Bruno Covas, teve os bens bloqueados pela juíza Simone Gomes Casoretti, de São Paulo; Avelleda foi secretário de transportes de João Doria e presidiu o Metrô de 2011 a 2012; o chefe de gabinete de Covas já havia sido condenado por improbidade administrativa em fraude no processo de licitação da linha
Sergio Avedella, chefe de gabinete do prefeito Bruno Covas, teve os bens bloqueados pela juíza Simone Gomes Casoretti, de São Paulo; Avelleda foi secretário de transportes de João Doria e presidiu o Metrô de 2011 a 2012; o chefe de gabinete de Covas já havia sido condenado por improbidade administrativa em fraude no processo de licitação da linha (Foto: Gustavo Conde)

247 – Sergio Avedella, chefe de gabinete do prefeito Bruno Covas, teve os bens bloqueados pela juíza Simone Gomes Casoretti, de São Paulo. Avelleda foi secretário de transportes de João Doria e presidiu o Metrô de 2011 a 2012. Avedella já havia sido condenado por improbidade administrativa em fraude no processo de licitação da linha.

As empresas Odebrecht, Andrade Gutierrez, Galvão Engenharia e Mendes Júnior também foram condenadas no mesmo processo de Avedella. A multa total deve chegar a R$ 326 milhões.

“O promotor Marcelo Milani, do Ministério Público do Estado de São Paulo, fez o pedido de averbação de pendência nas matrículas dos imóveis registrados em nome de todos os réus no dia 20 de abril.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247