Ciro: é preciso esperar a consistência de Barbosa

Na última pesquisa Datafolha, o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa ficou empatado em terceiro lugar com presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE), em cenários sem o ex-presidente Lula; "É natural que ele chegue com notoriedade muito grande, porque pilotou durante quase um ano em tempo nobre da TV a novela do mensalão. Vamos ver que consistência ele vai ter na medida em que será exposto à fricção", afirmou Ciro

Na última pesquisa Datafolha, o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa ficou empatado em terceiro lugar com presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE), em cenários sem o ex-presidente Lula; "É natural que ele chegue com notoriedade muito grande, porque pilotou durante quase um ano em tempo nobre da TV a novela do mensalão. Vamos ver que consistência ele vai ter na medida em que será exposto à fricção", afirmou Ciro
Na última pesquisa Datafolha, o ex-ministro do STF Joaquim Barbosa ficou empatado em terceiro lugar com presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE), em cenários sem o ex-presidente Lula; "É natural que ele chegue com notoriedade muito grande, porque pilotou durante quase um ano em tempo nobre da TV a novela do mensalão. Vamos ver que consistência ele vai ter na medida em que será exposto à fricção", afirmou Ciro (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará 247 - O presidenciável do PDT, Ciro Gomes (CE), avalia que será preciso esperar a consistência do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa(PSB) após ser exposto à fricção. Na última pesquisa Datafolha, Barbosa oscilou ente 8% e 10%, em todos os cenários e ficou empatado em terceiro lugar, ao lado de Ciro, em cenários sem a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

"É natural que ele chegue com notoriedade muito grande, porque pilotou durante quase um ano em tempo nobre da TV a novela do mensalão. Vamos ver que consistência ele vai ter na medida em que será exposto à fricção", afirmou Ciro. Relato da Folha.

Segundo o ex-governador do Ceará, o lugar ocupado por Barbosa já existia em cenários anteriores nas pesquisas eleitorais, referindo-se ao apresentador Luciano Huck, por exemplo. "Esse lugar aí de 8% parece que já foi frequentado muito recentemente pelo Huck, que vocês já descartaram. É um perfil de uma pessoa inorgânica à política, aparentemente ligado a combate a corrupção, que são valores superficiais".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247