Com choro forçado, ACM Neto diz que não sai da prefeitura para disputar governo da BA

Apesar de dizer, aos prantos, que não deixaria a Prefeitura de Salvador (BA) para disputar o Governo do Estado em virtude de sua preocupação com avida de 3 milhões de soteropolitanos, o prefeito ACM Neto (DEM) preferiu evitar o desgaste de ter em sua chapa a candidatura à reeleição do deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB), irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, que foi preso após a Polícia Federal aprender R$ 51 milhões em um apartamento ligado a ele em um bairro nobre da capital baiana; "Não tem nada a ver com política, tem a ver com vida, e não é a minha, é a vida de 3 milhões de habitantes de Salvador", disse

ACM Neto
ACM Neto (Foto: Paulo Emílio)

Bahia 247 - Apesar de dizer, aos prantos, que não deixaria a Prefeitura de Salvador (BA) para disputar o Governo do Estado em virtude de sua preocupação com avida de 3 milhões de soteropolitanos, o prefeito ACM Neto (DEM) preferiu evitar o desgaste de ter em sua chapa a candidatura à reeleição do deputado federal Lúcio Vieira Lima (MDB), irmão do ex-ministro Geddel Vieira Lima, que foi preso após a Polícia Federal aprender R$ 51 milhões em um apartamento da família Vieira Lima em bairro nobre da capital baiana. Lúcio também foi denunciado por envolvimento no caso.

"Com a máxima sinceridade, amo o que faço. Eu amo essa prefeitura. Eu, agora, nesse momento, não consegui me separar dela. Essa é a verdade, essa é a explicação. Não Adianta... Eu não vou inventar situação, não vou criar, não vou buscar, não...Não tem nada a ver com política gente", disse ACM Neto.

"Se fosse pela política eu tinha que anunciar a candidatura ao Governo da Bahia. Mas não tem nada a ver com política, tem a ver com vida, e não é a minha, é a vida de 3 milhões de habitantes de Salvador", completou.

Veja o vídeo:

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247