De olho 2018, Alckmin quer Marconi na presidência nacional do PSDB

Reportagem desta terça-feira do Estadão afirma que aliados do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, apontam que o governador de Goiás, Marconi Perillo, “é um ‘excelente nome’ para presidir o PSDB a partir de maio de 2018, quando termina o mandato de Aécio na presidência da sigla”; Alckmin já esteve em Goiânia neste ano, onde participou de reunião do Consórcio do Brasil Central, que é o fórum de governadores do Centro-Norte liderado por Marconi; os governadores paulista e goiano também costumam se reunir todo o mês para discutir a sucessão presidencial

Reportagem desta terça-feira do Estadão afirma que aliados do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, apontam que o governador de Goiás, Marconi Perillo, “é um ‘excelente nome’ para presidir o PSDB a partir de maio de 2018, quando termina o mandato de Aécio na presidência da sigla”; Alckmin já esteve em Goiânia neste ano, onde participou de reunião do Consórcio do Brasil Central, que é o fórum de governadores do Centro-Norte liderado por Marconi; os governadores paulista e goiano também costumam se reunir todo o mês para discutir a sucessão presidencial
Reportagem desta terça-feira do Estadão afirma que aliados do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, apontam que o governador de Goiás, Marconi Perillo, “é um ‘excelente nome’ para presidir o PSDB a partir de maio de 2018, quando termina o mandato de Aécio na presidência da sigla”; Alckmin já esteve em Goiânia neste ano, onde participou de reunião do Consórcio do Brasil Central, que é o fórum de governadores do Centro-Norte liderado por Marconi; os governadores paulista e goiano também costumam se reunir todo o mês para discutir a sucessão presidencial (Foto: José Barbacena)

Goiás 247 - Reportagem desta terça-feira do jornal O Estado de S.Paulo afirma que aliados do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, apontam que o governador de Goiás, Marconi Perillo, “é um ‘excelente nome’ para presidir o PSDB a partir de maio de 2018, quando termina o mandato de Aécio na presidência da sigla”.

Texto assinala que Alckmin é, até agora, “o único pré-candidato ao Palácio do Planalto do campo governista que está se movimentando em arenas públicas do xadrez eleitoral”.

“Para compensar a falta de apoio da maioria da executiva nacional tucana, que é alinhada com o senador Aécio Neves, Alckmin se aproximou dos seis governadores da legenda. Seus maiores aliados são Beto Richa, do Paraná, e Marconi Perillo, de Goiás”.

Alckmin já esteve em Goiânia neste ano, onde participou de reunião do Consórcio do Brasil Central, que é o fórum de governadores do Centro-Norte liderado por Marconi. Os governadores paulista e goiano também costumam se reunir todo o mês para discutir a sucessão presidencial.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247