Dez ficam feridos em queda de estrutura no Sambódromo

Acidente em um dos camarotes montados no Parque de Material Aeronáutico do aeroporto do Campo ocorreu à meia-noite, bem na hora em que a escola Leandro de Itaquera finalizava a primeira apresentação do desfile de escolas do Grupo Especial; estimativa da São Paulo Turismo (Spturis) é que as arquibancadas e os demais lugares reservados para a plateia recebam público aproximado de 110 mil pessoas, nos quatro dias de desfiles das escolas de samba paulistas

Acidente em um dos camarotes montados no Parque de Material Aeronáutico do aeroporto do Campo ocorreu à meia-noite, bem na hora em que a escola Leandro de Itaquera finalizava a primeira apresentação do desfile de escolas do Grupo Especial; estimativa da São Paulo Turismo (Spturis) é que as arquibancadas e os demais lugares reservados para a plateia recebam público aproximado de 110 mil pessoas, nos quatro dias de desfiles das escolas de samba paulistas
Acidente em um dos camarotes montados no Parque de Material Aeronáutico do aeroporto do Campo ocorreu à meia-noite, bem na hora em que a escola Leandro de Itaquera finalizava a primeira apresentação do desfile de escolas do Grupo Especial; estimativa da São Paulo Turismo (Spturis) é que as arquibancadas e os demais lugares reservados para a plateia recebam público aproximado de 110 mil pessoas, nos quatro dias de desfiles das escolas de samba paulistas (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Marli Moreira
Agência Brasil
A queda de estrutura em um dos camarotes montados no Parque de Material Aeronáutico do aeroporto do Campo de Marte, para acompanhamento dos desfiles no Sambódromo do Anhembi, na zona norte de São Paulo, provocou ferimentos leves em dez pessoas.

Segundo a Polícia Militar, os feridos foram atendidos pelos próprios familiares. O acidente ocorreu à meia-noite, bem na hora em que a escola Leandro de Itaquera finalizava a primeira apresentação do desfile de escolas do Grupo Especial.
Procurada pela Agência Brasil, a Secretaria de Segurança Pública (SSP), disse que ainda não tinha o registro da ocorrência. A mesma informação foi transmitida pelo 13º Distrito Policial (DP).

Na primeira noite de desfiles, sete das 14 escolas de samba do Grupo Especial se apresentaram. A última delas foi a Tom Maior, que encerrou o desfile no tempo máximo determinado, que é de 65 minutos, por causa de pane em um dos carros alegóricos. O veículo teve de ser empurrado por componentes da própria agremiação, que contaram com a solidariedade de voluntários.

As outas sete escolas do Grupo Especial se apresentam hoje (1º), a partir das 22h30, logo depois de o bloco Afoxé Filhos da Coroa de Dadá animar o sambódromo. A entrada do Afoxé na pista está prevista para as 21h.

A estimativa da São Paulo Turismo (Spturis) é que as arquibancadas e os demais lugares reservados para a plateia recebam público aproximado de 110 mil pessoas, nos quatro dias de desfiles das escolas de samba paulistas.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email