Eike Batista e a megalomania: ou é fraude ou vira dono do país

Raquel Faria, colunista do jornal O Tempo, mostra bastidores da homenagem ao empresário e homem mais rico do Brasil no Dia da Indústria, promovido pela Fiemg na quinta-feira

Eike Batista e a megalomania: ou é fraude ou vira dono do país
Eike Batista e a megalomania: ou é fraude ou vira dono do país (Foto: Danilo Verpa/Folhapress)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Minas 247 - Eike Batista, o homem mais rico do país e o empresário dono de empresas que pouco produzem, segue gerando polêmica. A colunista do jornal O Tempo, Raquel Faria, citou bastidores da homenagem recebida por ele no Dia da Indústria, promovido pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) na quinta-feira. Lá, Eike voltou a mostrar seu lado determinado, megalômano e um otimismo que não combina com os últimos resultados de suas empresas, sobretudo no mercado de capitais. 

Leia as duas notas da jornalista no jornal O Tempo:

Frieza? Determinação? Megalomania? Eike Batista mostrou um pouco de cada na quinta-feira, 24, ao receber da Fiemg o título de Industrial do Ano. Nas imagens feitas com ajuda de computador, exibidas para empresários e autoridades no Expominas, os empreendimentos que Eike vem construindo parecem tão grandiosos a ponto de gerar a pergunta: será possível? Mais impressionante é a própria confiança que ele deposita em seus projetos e sonhos, apesar de suas empresas terem dado prejuízo no último trimestre e enfrentarem fuga de investidores na Bovespa, onde a OGX acumula perda de uns 50% - queda de 9% só na quarta, véspera da festa em Minas. Não há meio-termo: ou Eike se revela a maior fraude do país, ou vira seu maior dono.

A organização do evento da indústria gerou certo stress entre assessores de Eike e da Fiemg. A entidade não queria exibição de vídeos. Eike bateu pé e conseguiu liberar um sobre o superporto em Açu (RJ). Já no evento, após mostrar o vídeo agendado, ele pediu ao microfone à produção: "Ah, solta também o da Dilma". Não houve como recusar. E o público viu fartas imagens de Eike com a presidente.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247