Envolvido no merendão, Padula ganha cargo no Arquivo Público

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), nomeou o ex-chefe de gabinete da Secretaria da Educação do Estado Fernando Padula Novaes para o cargo de coordenador do Arquivo Público de São Paulo; Padula está na mira da investigação da Operação Alba Branca, desenvolvida pela Polícia Civil e pelo Ministério Público Estadual, que apura casos de desvios e corrupção na merenda escolar; Padula era citado como "nosso homem" por um dos operadores da máfia da merenda, Luiz Roberto dos Santos, o "Moita", que foi ex-chefe da Casa Civil de Alckmin, segundo gravações telefônicas interceptadas com autorização judicial

SAO PAULO 16 de ago de 2013 METROPOLE PADULA Fernando Padula, chefe de gabinete da Secretaria da Educação do Estado de SP FOTO DIVULGACA
SAO PAULO 16 de ago de 2013 METROPOLE PADULA Fernando Padula, chefe de gabinete da Secretaria da Educação do Estado de SP FOTO DIVULGACA (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), nomeou o ex-chefe de gabinete da Secretaria da Educação do Estado Fernando Padula Novaes para o cargo de coordenador do Arquivo Público de São Paulo. Padula está na mira da investigação da Operação Alba Branca, desenvolvida pela Polícia Civil e pelo Ministério Público Estadual, que apura casos de desvios e corrupção na merenda escolar.

Grampos telefônicos com autorização judicial mostram que Padula era conhecido como "nosso homem" por um dos operadores da máfia da merenda, Luiz Roberto dos Santos, o "Moita", que foi ex-chefe da Casa Civil de Alckmin.

Investigação sobre o caso aponta o envolvimento de pelo menos 22 prefeituras paulistas nas fraudes, além de ligações em contratos da Secretaria Estadual de Educação.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247