Humberto diz que muitos senadores mudarão voto do impeachment

Senador Humberto Costa (PT-PE) disse que muitos senadores que votaram pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff mudarão de opinião na análise do mérito da questão e que isto terá repercussões nas eleições municipais deste ano; "Será a hora de se separar o joio do trigo. Será a hora de ver quem agiu com correção, com coerência, quem honrou o voto do povo que há dois anos elegeu um governo e o viu ser tirado de cena por manobras não republicanas. Será a hora de ver quem o apoiou até o fim e quem o traiu. Será a hora de ver quem esteve ao lado de Dilma e da democracia e quem apoiou o golpe", afirmou

Senador Humberto Costa (PT-PE) disse que muitos senadores que votaram pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff mudarão de opinião na análise do mérito da questão e que isto terá repercussões nas eleições municipais deste ano; "Será a hora de se separar o joio do trigo. Será a hora de ver quem agiu com correção, com coerência, quem honrou o voto do povo que há dois anos elegeu um governo e o viu ser tirado de cena por manobras não republicanas. Será a hora de ver quem o apoiou até o fim e quem o traiu. Será a hora de ver quem esteve ao lado de Dilma e da democracia e quem apoiou o golpe", afirmou
Senador Humberto Costa (PT-PE) disse que muitos senadores que votaram pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff mudarão de opinião na análise do mérito da questão e que isto terá repercussões nas eleições municipais deste ano; "Será a hora de se separar o joio do trigo. Será a hora de ver quem agiu com correção, com coerência, quem honrou o voto do povo que há dois anos elegeu um governo e o viu ser tirado de cena por manobras não republicanas. Será a hora de ver quem o apoiou até o fim e quem o traiu. Será a hora de ver quem esteve ao lado de Dilma e da democracia e quem apoiou o golpe", afirmou (Foto: Paulo Emílio)

Agência Senado - Depois de afirmar que muitos senadores que votaram pela abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff mudarão de opinião na análise do mérito da questão, o senador Humberto Costa (PT-PE) acredita que a disputa política no plano federal terá repercussões nas eleições municipais deste ano.

Para ele, a população, na hora do voto, em outubro, saberá distinguir os contrários ao afastamento de Dilma dos que apoiaram o que ele chamou de "golpe contra a democracia".

- Será a hora de se separar o joio do trigo. Será a hora de ver quem agiu com correção, com coerência, quem honrou o voto do povo que há dois anos elegeu um governo e o viu ser tirado de cena por manobras não republicanas. Será a hora de ver quem o apoiou até o fim e quem o traiu. Será a hora de ver quem esteve ao lado de Dilma e da democracia e quem apoiou o golpe - afirmou o senador.

No caso específico do Recife, capital de Pernambuco, Humberto Costa disse que os candidatos favoráveis ao impeachment de Dilma Rousseff, especialmente os ligados ao Democratas, ao PSDB e ao PMDB, além do próprio prefeito no exercício do mandato, filiado ao PSB, não serão perdoados pelos eleitores.

O senador informou ainda que o PT deve apoiar a candidatura de João Paulo, que já foi deputado estadual, deputado federal e prefeito da capital pernambucana.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247