Impeachment de Bolsonaro depende de Trump, afirma cientista político

A avaliação é de Mathias Alencastro, doutor em ciência política pela Universidade de Oxford. "Bolsonaro estaria indefeso perante um Joe Biden eleito com a promessa de restaurar o multilateralismo e priorizar a luta contra o aquecimento global"

www.brasil247.com - Trump trata Brasil como cobaia e estimula Bolsonaro a prosseguir com discurso da cloroquina
Trump trata Brasil como cobaia e estimula Bolsonaro a prosseguir com discurso da cloroquina (Foto: REUTERS/Carlos Barria)


247 - "As implicações das eleições norte-americanas de novembro deveriam ser um tema central no debate sobre o impeachment de Bolsonaro", analisa Mathias Alencastro, doutor em ciência política pela Universidade de Oxford. O texto foi publicado em coluna no jornal Folha de S. Paulo. De acordo com o estudioso, "Bolsonaro estaria indefeso perante um Joe Biden eleito com a promessa de restaurar o multilateralismo e priorizar a luta contra o aquecimento global".     

"A sociedade brasileira precisa aguardar para abrir um processo dramático contra um presidente que pode sofrer um revés decisivo em poucos meses? Ou, pelo contrário, o impeachment deve avançar agora porque a janela de oportunidade pode ser fechada em novembro"?

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247