João aumenta tarifa de ônibus para R$ 2,43

Prefeito enviou nesta terça-feira (30) projeto de lei à Câmara que reajusta a passagem em 7,98%; com decisão da Justiça que barrou o primeiro projeto, apresentado na ilegalidade pela Câmara, João se viu sem saída e decidiu enfrentar o desgaste pela apresentação do projeto; ainda nesta semana, o aumento será votado

João aumenta tarifa de ônibus para R$ 2,43
João aumenta tarifa de ônibus para R$ 2,43

Valter Lima, do Sergipe 247 - Barrado pela Justiça, em decorrência de ilegalidade na apresentação do primeiro projeto, o reajuste da tarifa do transporte público da Grande Aracaju caminha agora, pelas mãos do prefeito da capital, João Alves Filho (DEM). Ele enviou projeto de lei, nesta terça-feira (30), para a Câmara de Vereadores, elevando a passagem dos atuais R$ 2,25 para R$ 2,43, um aumento de 7,98%, como estabeleceu estudos da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT). Os empresários queriam que o novo valor fosse de R$ 2,52, já os vereadores aprovaram no mês passado, uma tarifa de R$ 2,45.

Com o envio do projeto nesta terça, o prefeito, enfim, assume a responsabilidade pelo reajuste da passagem - e o desgaste também. Em situação extremamente precária e com o agravamento de problemas que já existem há muitos anos, como o atraso dos ônibus e a frota muito velha, o transporte público na Grande Aracaju está na berlinda. Os usuários aguardam ansiosamente por melhorias, que, ao que parece, não virão em curto prazo. Na verdade, por agora, a única coisa que virá é o aumento da passagem. Não se sabe, porém, como a população irá reagir diante deste fato. Movimentos sociais têm realizado protestos constantes contra esta alteração na tarifa. 

Diante de tal situação, o prefeito empurrou a decisão sobre o aumento para a Câmara, que, através da Mesa Diretora, infringiu a Lei Orgânica do Município, e apresentou um projeto, quando essa função era do Poder Executivo. Por isto, o vereador Emerson Ferreira (PT) entrou com um pedido de liminar na Justiça barrando o aumento. Foi acatado. Sendo assim, restou a João cumprir sua função e enviar para o parlamento a proposta do aumento, que deve ser votada ainda nesta semana.

Pelo Twitter, o líder da oposição, Iran Barbosa (PT), se pronunciou sobre o fato. "Como havíamos alertado, os procedimentos anteriores agridem o Parlamento e o processo legislativo. Denunciamos e não fomos ouvido. Este PL do Executivo é uma confirmação de que houve uma tentativa de impor a vontade da maioria governista ao arrepio da lei. Estávamos certos!", disse.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247