PMDB adere à base do governo com quatro cargos

Após reunião entre presidente do PMDB, deputado federal Marcelo Castro, e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, e o governador Wellington Dias, está concluída a negociação para a ocupação de cargos no governo em troca do apoio à reeleição do governador Wellington Dias em 2018; foi acordado que o partido vai indicar quatro cargos de primeiro escalão no governo Wellington Dias; passa a ser indicação do PMDB a SASC (Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania), a direção-geral do DER-PI (Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí), a direção do PCPR e da EPISERH (Empresa Piauiense de Serviços Hospitalares)

Após reunião entre presidente do PMDB, deputado federal Marcelo Castro, e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, e o governador Wellington Dias, está concluída a negociação para a ocupação de cargos no governo em troca do apoio à reeleição do governador Wellington Dias em 2018; foi acordado que o partido vai indicar quatro cargos de primeiro escalão no governo Wellington Dias; passa a ser indicação do PMDB a SASC (Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania), a direção-geral do DER-PI (Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí), a direção do PCPR e da EPISERH (Empresa Piauiense de Serviços Hospitalares)
Após reunião entre presidente do PMDB, deputado federal Marcelo Castro, e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, e o governador Wellington Dias, está concluída a negociação para a ocupação de cargos no governo em troca do apoio à reeleição do governador Wellington Dias em 2018; foi acordado que o partido vai indicar quatro cargos de primeiro escalão no governo Wellington Dias; passa a ser indicação do PMDB a SASC (Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania), a direção-geral do DER-PI (Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí), a direção do PCPR e da EPISERH (Empresa Piauiense de Serviços Hospitalares) (Foto: Leonardo Lucena)

Piauí Hoje - Apesar de ninguém do PMDB se pronunciar oficialmente sobre o assunto, está concluída a negociação para a ocupação de cargos no governo em troca do apoio à reeleição do governador Wellington Dias em 2018. Foi acordado que o partido vai indicar quatro cargos de primeiro escalão no governo Wellington Dias.

Ontem (13), o presidente do PMDB, deputado federal Marcelo Castro, e o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Themístocles Filho, estiveram no Palácio de Karnak, reunidos a porta fechada com Wellington Dias.

Até inicio da tarde desta terça-feira (14), não apareceu que quisesse comentar o resultado da conversa. Mas uma fonte da Assembleia Legislativa revelou que houve uma reviravolta nas indicações do PMDB para cargos no governo.

Passa a ser indicação do PMDB a SASC (Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania), a direção-geral do DER-PI (Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí), a direção do PCPR e da EPISERH (Empresa Piauiense de Serviços Hospitalares).

As indicações do PMDB podem atrapalhar a negociação com outros partidos, como PP, PCdoB e PTC. O Partido Progressista, do senador Ciro Nogueira e da vice-governadora Margarete Coelho, que indicar a Secretaria de Estado da Saúde, mas o desmembramento dos serviços hosipitalres pode não ser bem recebido pelo partido.

Já o PCPR deveria ser uma indicação do PTC, do deputado Evaldo Gomes. O indicado seria o ex-prefeito de Novo Oriente, Marcos Vinicius, mas a conversa de ontem com o PMDB mudou completamente os postos que serão indicado pelos partidos nessa minirreforma administrativa que deve ser anunciada até sexta-feira (117) por Wellington Dias.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247