Possibilidade de protestos afasta Dilma do Carnaval

Segundo o site Política Livre, "o Palácio do Planalto avalia quais os riscos de vaias para a presidente antes de permitir sua participação na festa". Por meio de levantamentos nas redes sociais, ainda de acordo com o site, a assessoria da presidente teria detectado risco de protestos no Rio de Janeiro, em Salvador e em Recife; a presidente chega a Salvador nesta sexta-feira e o Planalto não garante sua presença no camarote do governo do estado no domingo; ela ficará na Base Naval de Aratu, onde costuma passar períodos de descanso

Segundo o site Política Livre, "o Palácio do Planalto avalia quais os riscos de vaias para a presidente antes de permitir sua participação na festa". Por meio de levantamentos nas redes sociais, ainda de acordo com o site, a assessoria da presidente teria detectado risco de protestos no Rio de Janeiro, em Salvador e em Recife; a presidente chega a Salvador nesta sexta-feira e o Planalto não garante sua presença no camarote do governo do estado no domingo; ela ficará na Base Naval de Aratu, onde costuma passar períodos de descanso
Segundo o site Política Livre, "o Palácio do Planalto avalia quais os riscos de vaias para a presidente antes de permitir sua participação na festa". Por meio de levantamentos nas redes sociais, ainda de acordo com o site, a assessoria da presidente teria detectado risco de protestos no Rio de Janeiro, em Salvador e em Recife; a presidente chega a Salvador nesta sexta-feira e o Planalto não garante sua presença no camarote do governo do estado no domingo; ela ficará na Base Naval de Aratu, onde costuma passar períodos de descanso (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Bahia 247 - A presidente Dilma Rousseff chega a Salvador nesta sexta-feira para passar o Carnaval onde costuma ficar nos períodos de descanso, na Base Naval de Aratu (Praia de Inema), no subúrbio ferroviário da capital baiana, e sua presença no camarote do governo do estado no domingo não é confirmada.

Segundo o site Política Livre, "o Palácio do Planalto avalia quais os riscos de vaias para a presidente antes de permitir sua participação na festa". Por meio de levantamentos nas redes sociais, ainda de acordo com o site, a assessoria da presidente teria detectado risco de protestos no Rio de Janeiro, em Salvador e em Recife.

As manifestações contra políticos no Carnaval foram previstas também por consultorias de comunicação como a Bites, de São Paulo. Em relatório semanal enviado a clientes na sexta-feira passada, a empresa previu protestos nas três capitais envolvendo Dilma, o governador de Pernambuco e presidenciável Eduardo Campos (PSB) e o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB).

Segundo a consultoria, entre os eventos organizados no Facebook estava um articulado para distribuir vaias para a presidente Dilma por onde ela passar no Carnaval. O bloco virtual "#BlocoQuemTemBocaVaiaDilma" já tinha 2.500 confirmados e outros 37.000 convidados na sexta-feira passada, data de emissão do boletim da Bites.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email