Projetos de caridade na pandemia COVID-19

REUTERS/Pilar Olivares
REUTERS/Pilar Olivares (Foto: REUTERS/Pilar Olivares)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

A pandemia COVID-19 tem afetado a todos, mas especialmente comunidades menos favorecidas, que não têm acesso a produtos básicos de saúde e, portanto, correm o risco de contrair a doença.

Muitas pessoas que têm observado isso têm sentido a necessidade de ajudar as comunidades que mais precisam, especialmente no Brasil, que é um dos países com mais casos em todo o mundo.

Organizações como o Instituto Dana Salomão buscam garantir que as pessoas em perigo possam ter as condições necessárias para que a pandemia não as afete em um grau maior e possa ter um pouco de bem-estar em meio ao caos.

Instituto Dana Salomão

Prevenindo a crise de saúde iminente, o Instituto Dana Salomão se preparou para distribuir kits de saúde nas comunidades mais necessitadas, pois sabiam que estes seriam os mais afetados pela doença.

O kit distribuído pela instituição contém uma máscara, um gel antibacteriano e um sabão líquido de higiene pessoal. Inicialmente, o projeto previa entregar 5.000 kits de emergência, mas esse número foi superado, pois eles distribuíram cerca de 8.000 kits e planejam chegar a 10.000 kits. 

Esta é uma grande satisfação para os membros do instituto, em especial para a sua fundadora Francine Maia Ben Toguchi, que fundou a organização com o propósito de, pelo menos, ajudar um pouco as pessoas que mais precisam.

A instituição foi responsável pela distribuição de kits de ajuda, enfatizando que as pessoas devem seguir as normas de saúde impostas pelo governo para evitar a propagação da doença e reduzir o colapso observado nos hospitais.

Até que a cura para a doença seja encontrada, esses padrões devem ser seguidos, por isso a instituição ajuda a conscientizar as pessoas, pois não está claro quando uma vacina estará pronta.

Como surgiu o Instituto Dana Salomão?

A organização nasceu em maio de 2019 e tem como foco a geração de projetos que possam se tornar políticas públicas, com o objetivo de fazer a política focada em ajudar os mais necessitados. É uma entidade sem fins lucrativos.

Quando a crise de saúde chegou ao Brasil, os membros da organização perceberam que tinham que se reinventar para ajudar as comunidades e eles fizeram. Eles criaram os kits de higiene pessoal e distribuíram milhares deles para evitar a propagação da doença.

Ao distribuir esses kits, eles também ajudam a conscientizar as comunidades e instigá-las a ouvir os profissionais de saúde para seguir as regras de distância de dois metros e lavagem adequada das mãos.

A fundadora do instituto sabe que há muitas pessoas no país que sofrem por não ter acesso a serviços básicos como água potável, assistência médica e alimentos, bem como equipamentos básicos de proteção contra o vírus, então a organização lutou para buscar doações que os ajudassem a alcançar o maior número possível de pessoas.

A organização está ganhando reconhecimento nacional e está acumulando muito prestígio, como mostrado neste link https://newrationalist.com/charity-rushes-to-aid-impoverished-in-brazil-as-pandemic-highlights-internal-struggles/, o que mostra que o Instituto Dana Salomão no Brasil, tem muito a dar e oferecer.

Por que é importante ajudar os mais desprotegidos?

Nestes tempos difíceis, há muitas pessoas que sofrem de condições precárias e têm extrema necessidade, onde na grande maioria das vezes, os governos do país nunca acessam essas áreas para fornecer a ajuda que essas comunidades precisam.

Por essa razão, muitas pessoas avançam e assumem a tarefa de ajudar e oferecer soluções concretas para aqueles que mais precisam, seja na forma de uma organização ou de forma autônoma. 

Muitas vezes, esses indivíduos ou organizações fazem um trabalho digno de reconhecimento, pois muitas pessoas se beneficiam de suas ações e, assim, deixam sua marca nos lugares onde sua ajuda chega.

A ajuda pode ser de qualquer forma, seja distribuindo produtos sanitários, entregando alimentos, facilitando o acesso a serviços básicos ou construindo moradias, o importante é ter a vontade de colocar um grão de areia, para que as pessoas em risco estejam um pouco melhores.

Aí reside o propósito da ajuda, quando uma pessoa se sente melhor ou seu bem-estar pessoal melhora por uma ajuda inesperada, sempre será grata por essa colaboração e talvez no futuro, possa devolver o favor a outra pessoa necessitada.

O que pode ser feito para ajudar os outros em tempos de crise?

Há muitas maneiras, mesmo que sejam pequenas, para ajudar pessoas ou organizações que precisam, incluindo:

Doe para bancos de alimentos

Os bancos de alimentos distribuem para as pessoas que precisam dele de graça, hoje, com o nível de desemprego aumentando em muitas partes do mundo, esses bancos tornaram-se essenciais. Uma pequena doação, seja monetária ou com comida, será sempre bem-vinda..

Apoie restaurantes locais

Muitos restaurantes fecharam suas portas ao público devido ao isolamento, mas muitos continuam trabalhando para pedidos, então pedir uma refeição de um deles é uma maneira de ajudar essas empresas e seus funcionários.

Faça máscaras caseiras

Pessoas com habilidades de costura podem fazer máscaras reutilizáveis e doá-las para comunidades e hospitais, pois estão em alta demanda e quando são reutilizáveis, podem durar muito mais tempo.

Comece uma arrecadação de fundos

Sempre haverá comunidades que têm um problema específico que requer ajuda financeira, fazer a captação de recursos para atacar essa situação é sempre uma boa ideia. Como atualmente não é possível fazer eventos públicos, as redes sociais são de grande ajuda nesses casos.

Cumprimentando os vizinhos

Apesar do distanciamento, uma saudação pela janela ou do outro lado da rua pode fazer muito para algumas pessoas, especialmente para os idosos que devem ser abrigados em casa. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247