Propinas da JBS e da Odebrecht dariam para construir 27 mil moradias em BH

Os R$ 3,08 bilhões em propina paga a políticos pela JBS e pela Odebrecht dariam para erguer 27,3 mil moradias, o que resolveria pela metade o déficit habitacional de Belo Horizonte, de 56,4 mil unidades habitacionais; com o dinheiro, também daria para construir 870 escolas ao custo de R$ 3,5 milhões cada e a Linha 3 subterrânea do metrô de BH, ligando a Estação Lagoinha, no Centro, à Savassi, na Região Centro-Sul

Os R$ 3,08 bilhões em propina paga a políticos pela JBS e pela Odebrecht dariam para erguer 27,3 mil moradias, o que resolveria pela metade o déficit habitacional de Belo Horizonte, de 56,4 mil unidades habitacionais; com o dinheiro, também daria para construir 870 escolas ao custo de R$ 3,5 milhões cada e a Linha 3 subterrânea do metrô de BH, ligando a Estação Lagoinha, no Centro, à Savassi, na Região Centro-Sul
Os R$ 3,08 bilhões em propina paga a políticos pela JBS e pela Odebrecht dariam para erguer 27,3 mil moradias, o que resolveria pela metade o déficit habitacional de Belo Horizonte, de 56,4 mil unidades habitacionais; com o dinheiro, também daria para construir 870 escolas ao custo de R$ 3,5 milhões cada e a Linha 3 subterrânea do metrô de BH, ligando a Estação Lagoinha, no Centro, à Savassi, na Região Centro-Sul (Foto: Leonardo Lucena)

Minas 247 - Levantamento divulgado pelo jornal Hoje em Dia, responsável pelas informações deste texto, aponta que os R$ 3,08 bilhões em propina paga a políticos pela JBS e pela Odebrecht dariam para erguer 27,3 mil moradias, o que resolveria pela metade o déficit habitacional de Belo Horizonte, de 56,4 mil unidades habitacionais. Com o dinheiro, daria para construir a Linha 3 subterrânea do metrô de BH, ligando a Estação Lagoinha, no Centro, à Savassi, na Região Centro-Sul.

Os donos da JBS, os irmãos Joesley e Wesley Batista, afirmaram ter entregue R$ 1,4 bilhão a 1.829 políticos de 28 partidos, em 214 repasses, segundo 42 anexos apresentados pelos colaboradores. As delações da Odebrecht dão conta de que  foram pagos R$ 1,68 bilhão para 26 partidos.

A Linha 3 está orçada em R$ 2,4 bilhões, o que representa R$ 490 milhões por quilômetro, a Linha 3 do metrô é orçada em R$ 2,4 bilhões (R$ 490 milhões/km), de acordo com a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop). O valor inclui cinco estações nos 4,9 quilômetros do ramal, a Lagoinha, Praça Sete, Palácio das Artes, Praça da Liberdade e Savassi. Os R$ 3,08 bilhões de propina garantiriam a reforma e a ampliação dos 28,2 quilômetros de metrô de superfície já existentes.

De acordo com a Associação Contas Abertas, a ONG que busca estimular a participação da sociedade no debate sobre as contas públicas, os R$ 3,08 bilhões dariam para 870 escolas com capacidade de 433 alunos por turno (R$ 3.537.430,84 cada unidade). É que afirma o secretário-geral da instituição, Gil Castelo Branco. O dinheiro também seria suficiente para levantar 1.621 creches para 160 crianças cada, ao custo de R$ 1,9 milhão/unidade.

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247