PT nacional discutirá apoio a Armando em Pernambuco

Os representantes da Executiva do PT em Pernambuco irão se encontrar com o presidente nacional da legenda, Rui Falcão, em Brasília, para discutir a formação da aliança de apoio a candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB) ao Governo do Estado; apesar do desejo dos principais nomes do partido, a exemplo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff, quererem que o PT caminhe ao lado de Armando, diversas instâncias e tendências estaduais ainda defendem uma candidatura própria

Em aparte, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) diz que há segurança no sistema de abastecimento de energia do país
Em aparte, o senador Armando Monteiro (PTB-PE) diz que há segurança no sistema de abastecimento de energia do país (Foto: Paulo Emílio)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Pernambuco 247 - Os representantes da Executiva do PT em Pernambuco irão se encontrar com o presidente nacional da legenda, Rui Falcão, em Brasília, pata discutir a formação da aliança de apoio a candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB) ao Governo do Estado. Apesar do desejo dos principais nomes do partido, a exemplo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente Dilma Rousseff, quererem que o PT caminhe ao lado de Armando, diversas instâncias e tendências estaduais ainda defendem uma candidatura própria.

Apesar do encontro da Executiva acontecer nesta quinta-feira (20), quando ocorre uma reunião do diretório nacional, os petistas pernambucanos realizarão uma reunião de tática eleitoral neste final de semana, no Recife. Uma das alas do partido, a Democracia Socialista, comandada pelo ex-secretário executivo de Agricultura do Estado, Oscar Barreto, quer discutir a questão mais profundamente e promete realizar um “adesivaço” em torno da defesa de uma candidatura própria.

No encontro, que deverá reunir cerca de 300 delegados, é praticamente certo o resultado do apoio a candidatura de Armando Monteiro, apesar de reconhecerem que a legenda continuará rachada, independente do resultado. “O temor agora é que os grupos insatisfeitos, mais especificamente o liderado por Oscar Barreto, acuse o partido de não praticar a democracia interna. E isso não existe. Hoje em dia a maioria entende que o PT deve apoiar Armando para evitar uma nova derrota como a das eleições municipais de 2012, quando perdemos a Prefeitura do Recife para o PSB após 12 anos de gestão”, afirmou em reserva uma fonte do PT ao Pernambuco 247.

Justamente para evitar este tipo de críticas, que podem elevar ainda mais o clima de tensão interna e ampliar o racha vivenciado pelo partido, o PT te realizado uma série de plenárias em diversas regiões do Estado. As reuniões plenárias de tática eleitoral – que servem para debater se a legenda deve apoiar o petebista ou lançar candidatura própria – já fora realizadas nos municípios de Palmares, Carpina, Caruaru e Salgueiro. Nestes casos, o entendimento majoritário é que o PT deve apoiar a postulação de Armando. Já Oscar Barreto tem dito e reiterado que o entendimento da maioria é que o partido deve ter um candidato próprio.

Pelo visto, o racha interno do PT pernambucano ainda está longe de acabar.  

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email