Rebaixamento da Lusa é mantido no Brasileirão

O clube foi punido pela escalação irregular de Héverton, na última rodada do campeonato; a defesa da Lusa tentou usar uma brecha no sistema da CBF para mudar sua situação, mas a foi rebatida pelo procurador Paulo Schmitt; o advogado já sinalizou que buscará a Justiça Comum para tentar reverter a decisão  

O clube foi punido pela escalação irregular de Héverton, na última rodada do campeonato; a defesa da Lusa tentou usar uma brecha no sistema da CBF para mudar sua situação, mas a foi rebatida pelo procurador Paulo Schmitt; o advogado já sinalizou que buscará a Justiça Comum para tentar reverter a decisão  
O clube foi punido pela escalação irregular de Héverton, na última rodada do campeonato; a defesa da Lusa tentou usar uma brecha no sistema da CBF para mudar sua situação, mas a foi rebatida pelo procurador Paulo Schmitt; o advogado já sinalizou que buscará a Justiça Comum para tentar reverter a decisão   (Foto: Roberta Namour)

247 – A Portuguesa não conseguiu reverter a punição nos tribunais que causou seu rebaixamento no Brasileirão. O time paulista teve a queda confirmada, por decisão unânime, do Pleno do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) nesta sexta-feira, 27. Resultado salva o Fluminense da queda.

A defesa da Portuguesa tentou usar uma brecha no sistema da CBF para mudar sua situação. A Lusa foi punida pela escalação irregular de Héverton, na última rodada do Brasileirão. No entanto, a defesa alegou que no "BID da Suspensão", sistema de acesso exclusivo para clubes, constava que o meia já havia cumprido a suspensão e, portanto, estaria apto a atuar.

A tese foi rebatida pelo procurador Paulo Schmitt. Com a perda de quatro pontos, a equipe termina em 17º e troca de lugar com o Fluminense. Indignado com a decisão, o clube paulista já sinalizou que buscará a Justiça Comum para tentar reverter a decisão.

Conheça a TV 247

Mais de Geral

Ao vivo na TV 247 Youtube 247