Rebelo pode deixar Valcke sozinho no Brasil

Em Pernambuco, o ministro dos Esportes revelou que o secretrio-geral da Fifa dever vir, na semana que vem, ao Pas para inspecionar as obras para a Copa do Mundo de 2014 nas sedes do Recife, Cuiab e Braslia. Mas a polmica em torno do "chute no traseiro" pode afetar o tratamento do governo brasileiro ao representante da entidade

Rebelo pode deixar Valcke sozinho no Brasil
Rebelo pode deixar Valcke sozinho no Brasil (Foto: RENATO ARAÚJO/AGÊNCIA BRASIL_DANIEL RAMALHO/AGÊNCIA ESTADO)

Raphael Coutinho _PE247 – O ministro dos Esportes, Aldo Rebelo (PCdoB), está no Recife para a realização de uma vistoria nas obras da Arena Pernambuco, estádio que receberá os jogos da Copa de 2014 no Estado. Contudo, o atual estágio da benfeitoria parece não ser a primeira preocupação do comunista. Ele ainda não se decidiu se acompanhará os inspetores da Fifa que visitarão o país na próxima semana. Motivo? O secretário geral da entidade, o francês Jérome Valcke, que defendeu um “chute no traseiro” do Brasil, em razão dos atrasos nas obras, estará presente.

"Só quando voltar a Brasília é que vamos decidir. O governo brasileiro deseja manter um ambiente de cooperação com a Fifa, com os organizadores, e ao mesmo tempo também um ambiente de respeito mútuo. É isso que preside a orientação do governo brasileiro, que cuida do interesse do país e da população", explicou, em entrevista à TV Globo Nordeste, Aldo Rebelo.

As inspeções que serão realizadas por representantes da Fifa ocorrerão nas sedes de Recife, Cuiabá e Brasília. Elas estão sendo feitas de forma periódica.  

O ministro, mais um vez, confirmou ter recebido dois pedidos de desculpa encaminhados pela Fifa e que irá analisar se aceita ou não quando retornar a Brasília, após uma conversa com a presidente Dilma Rousseff.

"Eu recebi uma carta do secretário geral da Fifa, em seguida, recebi outra carta, também com pedido de desculpas do presidente da Fifa [Joseph Blatter] e falei por telefone com o presidente da Fifa. Naturalmente, na expectativa que esse incidente não voltasse a se repetir e que determinadas expressões não fossem mais usadas e o presidente da Fifa me garantiu que o episódio não voltará a se repetir", disse o ministro.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247