Reeleição em Fortaleza é uma das principais metas do PDT para este ano

Presidente do PDT cearense e ministro das Comunicações, André Figueiredo afirmou que uma das principais metas do partido para 2016 é a reeleição de Roberto Cláudio, que filiou-se este ano à sigla. Além do chefe do executivo da Capital, a expectativa é eleger entre 80 e 100 prefeitos em todo o Estado

Presidente do PDT cearense e ministro das Comunicações, André Figueiredo afirmou que uma das principais metas do partido para 2016 é a reeleição de Roberto Cláudio, que filiou-se este ano à sigla. Além do chefe do executivo da Capital, a expectativa é eleger entre 80 e 100 prefeitos em todo o Estado
Presidente do PDT cearense e ministro das Comunicações, André Figueiredo afirmou que uma das principais metas do partido para 2016 é a reeleição de Roberto Cláudio, que filiou-se este ano à sigla. Além do chefe do executivo da Capital, a expectativa é eleger entre 80 e 100 prefeitos em todo o Estado (Foto: Rodrigo Rocha)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Ceará247 -  O presidente do PDT no Ceará e ministro das Comunicações, André Figueiredo, avaliou o cenário eleitoral no estado para 2016 e disse que a principal meta do partido para o próximo ano é a reeleição o prefeito Roberto Cláudio. Figueiredo considera como crucial a vitória na capital cearense, já que o ex-governador Ciro Gomes é nome forte para disputar a sucessão da presidente Dilma Rousseff em 2018.

Em 2015, o PDT tornou-se o maior partido do Estado após o ingresso do grupo político de Ciro, Cid e Roberto Cláudio. Junto a eles vieram 57 prefeitos e nomes importantes como o do presidente da câmara, Salmito Filho, e o do presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque, que se filiará em breve. "Ficamos como o maior partido do Estado e estamos em 68 prefeituras atualmente. Então, temos uma meta clara e evidente, sendo que uma das principais em nível de Brasil é a reeleição do prefeito Roberto Cláudio", disse o ministro, em entrevista ao Diário do Nordeste.

Figueiredo aguarda ainda o ingresso de deputados estaduais e federais a partir de janeiro, por conta da janela partidária que permite, durante um mês, a troca de partidos sem comprometer o mandato parlamentar. A expectativa é eleger entre 80 e 100 prefeitos em 2016, respeitando composições locais com partidos aliados.

Leia mais aqui

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247