Solidariedade pode lançar candidato ao governo

SDD realizou primeiro encontro do seu diretório estadual e o presidente da sigla, vereador Cláudio Janta, falou das condições de o partido ser "protagonista" nas eleições para governador; "Não estamos na política por cargo. Estamos na política por projeto. Caso ninguém firme acordo com nosso projeto, nós já temos candidato", disse Janta, se referindo ao deputado estadual Cassiá Carpes

SDD realizou primeiro encontro do seu diretório estadual e o presidente da sigla, vereador Cláudio Janta, falou das condições de o partido ser "protagonista" nas eleições para governador; "Não estamos na política por cargo. Estamos na política por projeto. Caso ninguém firme acordo com nosso projeto, nós já temos candidato", disse Janta, se referindo ao deputado estadual Cassiá Carpes
SDD realizou primeiro encontro do seu diretório estadual e o presidente da sigla, vereador Cláudio Janta, falou das condições de o partido ser "protagonista" nas eleições para governador; "Não estamos na política por cargo. Estamos na política por projeto. Caso ninguém firme acordo com nosso projeto, nós já temos candidato", disse Janta, se referindo ao deputado estadual Cassiá Carpes (Foto: Romulo Faro)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Nícolas Pasinato, do Sul 21 - A Câmara de Vereadores de Porto Alegre sediou nesta sexta-feira (13) o primeiro encontro estadual do Solidariedade/RS. Evento contou com as principais lideranças do partido recém-criado no Rio Grande do Sul.

Estiveram presentes o vereador Cláudio Janta, presidente estadual da sigla, o deputado estadual Cassiá Carpes e o prefeito de Quaraí, Ricardo Gadret, além de vereadores e demais representantes do Solidariedade no Estado.

No encontro, foi discutido os rumos do partido e de que forma a legenda atuará nas eleições ao governo estadual em 2014. "Hoje é um dia importante para a história do Rio Grande do Sul. Há setenta dias, tomamos uma decisão que nos gerou angústia e medo: a de trocar os partidos onde estávamos, por um projeto novo. Mas temos a certeza que esse projeto irá se consolidar como uma nova opção política", disse Janta.

O vereador destacou que o partido já conta com 64 vereadores espalhados pelo Estado e que a legenda está organizada em mais de 100 municípios do Rio Grande do Sul. "Acredito que vamos fazer a boa política. Várias pessoas estão querendo que a gente esteja junto no ano que vem. Hoje, reafirmamos que vamos nos coligar com quem assumir o compromisso do trabalho decente, de investir na saúde e na educação".

Segundo ele, o partido tem condições de ser protagonista nas eleições para governador do Estado e cogita o lançamento de candidatura própria. "Não estamos na política por cargo. Estamos na política por projeto. Caso ninguém firme acordo com nosso projeto, nós já temos candidato", afirma, referindo-se ao deputado estadual Cassiá Carpes.

"Precisamos ser diferentes", diz Cassiá

O 1° vice-presidente estadual do SDD, Cassiá Carpes, destacou, em seu discurso, a coragem de fundar um partido no Rio Grande do Sul e defendeu uma postura diferente do Solidariedade. "Nós precisamos ser diferentes, o que é muito difícil com o atual sistema político. Precisamos de bandeiras e ideias. Partido que não tem bandeira não prospera", defendeu.

Cassiá disse que o encontro serviu também para os representantes da legenda se conhecerem. "Essa mobilização de hoje é muito importante. Eu já vi partidos grandes não lotarem a Câmara de Vereadores como fizemos hoje", comemorou. Para ele, o próximo passo é aumentar as comissões da legenda no Estado. "As filiações dos 64 vereadores foram muito bem colocadas estrategicamente no RS. Queremos ampliar essa capacidade. Acredito que no final de janeiro estaremos com mais de cem comissões provisórias no Estado", prevê.

Sobre as eleições de 2014, ele afirma que as negociações ainda não iniciaram e que deve ser montada uma comissão no mês de janeiro do ano que vem para discutir o assunto. Em relação a sua candidatura, Cassiá diz que é preciso analisá-la em conjunto. "Temos que pensar em conjunto. Não existe candidatura que seja só do cidadão. Ano que vem aprofundaremos o assunto", diz.

Prefeito de Quaraí defende conceito desenvolvimentista

O prefeito de Quaraí, Ricardo Gadret, disse que o evento significa a materialização da primeira fase do partido. Segundo ele, o partido está disposto ao diálogo com as candidaturas majoritárias de maior visibilidade eleitoral no Estado. Para Gadret, a composição deverá ser definida em torno do conceito desenvolvimentista.

"Queremos participar de um governo disposto a abrir mão do expediente da demagogia, do favorecimento e do clientelismo. Entendemos que essas práticas são incompatíveis com o desenvolvimento do Rio Grande do Sul. São responsáveis por terem nos retirado da situação de protagonismo econômico e político de abrangência nacional para uma condição de quase ostracismo que é a que nós nos encontramos hoje".

Na abertura do evento do Solidariedade, estiveram presentes presidentes e vice-presidentes estaduais de diversos partidos. Entre eles, Bernardino Vendrusculo (PROS), Celso Bernardi (PP), Márcio Espíndola (PT), Adilson Troca (PSDB), Paulinho Rubem Berta (PPS) e Márcio Bins Ely (PDT).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247