TCE notifica prefeitura sobre reajuste no IPTU

O TCE-TO publicou uma notificação determinando que a Prefeitura de Palmas cumpra, integralmente, em 48 horas, a decisão plenária da Corte de Contas, que suspendeu todos os efeitos do reajuste de 25,96% no IPTU da capital; dentre os fatos que motivaram a notificação, estão a nota publicada no site da Prefeitura, que afirma que “o valor do IPTU será o mesmo de 2016, tendo apenas a variação de 6% decorrentes da atualização monetária anual”; foto: sede da prefeitura

O TCE-TO publicou uma notificação determinando que a Prefeitura de Palmas cumpra, integralmente, em 48 horas, a decisão plenária da Corte de Contas, que suspendeu todos os efeitos do reajuste de 25,96% no IPTU da capital; dentre os fatos que motivaram a notificação, estão a nota publicada no site da Prefeitura, que afirma que “o valor do IPTU será o mesmo de 2016, tendo apenas a variação de 6% decorrentes da atualização monetária anual”; foto: sede da prefeitura
O TCE-TO publicou uma notificação determinando que a Prefeitura de Palmas cumpra, integralmente, em 48 horas, a decisão plenária da Corte de Contas, que suspendeu todos os efeitos do reajuste de 25,96% no IPTU da capital; dentre os fatos que motivaram a notificação, estão a nota publicada no site da Prefeitura, que afirma que “o valor do IPTU será o mesmo de 2016, tendo apenas a variação de 6% decorrentes da atualização monetária anual”; foto: sede da prefeitura (Foto: Leonardo Lucena)

Tocantins 247 - O Tribunal de Contas do Estado (TCE-TO) publicou uma notificação determinando que a Prefeitura de Palmas cumpra, integralmente, no prazo de 48 horas, a decisão plenária da Corte de Contas, que suspendeu todos os efeitos do reajuste de 25,96% o no Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) da capital. A prefeitura estaria descumprindo a decisão.

Dentre os fatos que motivaram a notificação, estão a nota publicada no site da Prefeitura, que afirma que “o valor do IPTU será o mesmo de 2016, tendo apenas a variação de 6% decorrentes da atualização monetária anual”.

Foram notificados o prefeito de Palmas, Carlos Amastha, o então secretário de Finanças, Cláudio de Araújo Schüller, o atual secretário de Finanças, Christian Zini Amorim e o então secretário de Governo e Relações Político Sociais, Adir Cardoso Gentil.

Se a notificação não for atendida no prazo estabelecido, os responsáveis podem ser multados.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247