Uberlândia recebe caminhão baú para atender agricultores

“Por causa do caminhão baú vamos conseguir inserir a alface na merenda escolar”, conta a agricultora familiar Flaviana Dias, do acampamento Emiliano Zapata, a 30 quilômetros do centro de Uberlândia; É a primeira vez que Uberlândia terá um veículo padronizado para atender este segmento da agricultura, beneficiando 290 famílias de 21 assentamos da reforma agrária.  

“Por causa do caminhão baú vamos conseguir inserir a alface na merenda escolar”, conta a agricultora familiar Flaviana Dias, do acampamento Emiliano Zapata, a 30 quilômetros do centro de Uberlândia; É a primeira vez que Uberlândia terá um veículo padronizado para atender este segmento da agricultura, beneficiando 290 famílias de 21 assentamos da reforma agrária.
 
“Por causa do caminhão baú vamos conseguir inserir a alface na merenda escolar”, conta a agricultora familiar Flaviana Dias, do acampamento Emiliano Zapata, a 30 quilômetros do centro de Uberlândia; É a primeira vez que Uberlândia terá um veículo padronizado para atender este segmento da agricultura, beneficiando 290 famílias de 21 assentamos da reforma agrária.   (Foto: Luis Mauro Queiroz)

Agência Minas - Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda), entregou nesse sábado (28/11), em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, um caminhão baú isotérmico para transportar a produção da agricultura familiar que abastece escolas, creches, entidades sociais, abrigos, centros de recuperação e casas espíritas.

“Por causa do caminhão baú vamos conseguir inserir a alface na merenda escolar”, conta a agricultora familiar Flaviana Dias, do acampamento Emiliano Zapata, a 30 quilômetros do centro de Uberlândia. É a primeira vez que Uberlândia terá um veículo padronizado para atender este segmento da agricultura, beneficiando 290 famílias de 21 assentamos da reforma agrária.

Segundo Flaviana Dias, o equipamento é fundamental para melhorar a qualidade dos alimentos, já que as hortaliças são perecíveis e precisam se manter frescas. “Hoje a prefeitura não compra nossa alface por causa do problema de logística”, completa a agricultora.

A cerimônia de entrega das chaves do caminhão baú, com capacidade de transportar 4,5 toneladas, foi realizada no assentamento Dom José Mauro, com a presença do secretário de Estado de Desenvolvimento Agrário, Glenio Martins, do prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, lideranças políticas e mais de 150 agricultores familiares.

Além de assinar o termo de cessão do veículo, as autoridades entregaram calcário para a melhoria do solo nos assentamentos. O prefeito Gilmar Machado também anunciou a entrega de mata-burros para ajudar no escoamento da produção na zona rural.

Para Machado a entrega do caminhão baú faz parte da política municipal de fortalecimento da agricultura familiar. “Vamos continuar investindo no desenvolvimento agrário”, diz.

O secretário Glenio Martins destaca que, em que pesem as dificuldades econômicas, “estamos fazendo esforço para ampliar o crédito na agricultura familiar”.

“Nunca na história os recursos federais foram tão bem aplicados para assistência técnica, pesquisa, acesso à terra, aquisição de equipamentos. Vamos trabalhar para cada vez mais profissionalizar o segmento. Esse nosso esforço para produzir e comercializar tem que ser permanente”, diz.

Acesso ampliado

A presidente da Associação do Assentamento Dom José Mauro, Luciene Nogueira, diz que cerca de 700 pessoas da comunidade rural poderão ser beneficiadas com o veículo. Das 200 famílias que ocupam a área de mais de 4 mil hectares, apenas 25 famílias fornecem para o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e para o PMAE, versão municipal do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE).

“Com o caminhão a tendência é aumentar o número de famílias participantes dos programas porque vai incentivar a produção e o fornecimento para a prefeitura de Uberlândia. Hoje o frete é muito caro e não compensa”, afirma Luciene Nogueira.

Segundo a Prefeitura de Uberlândia, apenas o programa de alimentação escolar movimentou ano passado quase meio milhão de toneladas de hortifrútis, beneficiando 136 escolas municipais. São mais de 25 itens que vão de cheio verde a berinjela e maracujá.

No sistema atual, os agricultores familiares descarregam na Central de Abastecimento da Agricultura Familiar (CAAF), que movimenta semanalmente de 35 a 40 toneladas de alimentos. Com o caminhão bau isotérmico será possível agilizar o processo de recebimento e distribuição dos hortifrútis.

Destaque

Para ter direito ao veículo, um dos critérios é o município participar do PAA e do PNAE. Outro requisito é possuir uma central de recebimento e distribuição. Uberlândia, além de enquadrar nos critérios estabelecidos, possui números expressivos de execução dos programas. Até setembro deste ano, o município do Triângulo Mineiro já investiu mais de R$ 1,5 milhão para aquisição de alimentos da Agricultura Familiar.

Do Campo à Mesa

O caminhão baú é fruto de parceria entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário (Seda) e o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). Até o próximo ano, a expectativa é que mais 37 caminhões com baú isotérmico sejam cedidos aos municípios polos. O investimento total é de cerca de R$ 4 milhões.

O contrato com as fabricantes já foi assinado e publicado no Minas Gerais – Diário Oficial do Estado, conforme prevê edital lançado pelo MDS, responsável pelo repasse dos recursos. O objetivo é modernização das centrais de comercialização da Agricultura Familiar e apoio à logística de distribuição.

A iniciativa faz parte do programa estadual Do Campo à Mesa, que tem como um dos objetivos ampliar a participação da agricultura familiar nos diferentes mercados consumidores, com ênfase nos mercados institucionais públicos (escolas, hospitais, creches, asilos, entre outros).

Também participaram da solenidade em Uberlândia os vereadores Ismael Costa e Silésio Miranda, o deputado federal Reginaldo Lopes, representando a Câmara dos Deputados, o subsecretário de Acesso à Terra e Regularização Fundiária, Danilo Araújo, secretário municipal   de Agropecuária e Abastecimento, Murilo Ferreira,  o diretor técnico da Emater-MG, João D’angelis, os membros do Fórum da Reforma Agrária, Robinson Guedes (Bob) e Creiciane Wellingta.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247