Vice promete combater compra de votos

Empossado como vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) para o biênio 2015-2016, o desembargador José Carlos Malta Marques, ao tomar posse, prometeu combater a compra de votos em Alagoas; para ele, eleição de 2016 será um grande desafio; "tradicionalmente, as eleições municipais se destacam, com certa frequência, pela compra de votos em todo o estado", afirmou Malta Marques

Empossado como vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) para o biênio 2015-2016, o desembargador José Carlos Malta Marques, ao tomar posse, prometeu combater a compra de votos em Alagoas; para ele, eleição de 2016 será um grande desafio; "tradicionalmente, as eleições municipais se destacam, com certa frequência, pela compra de votos em todo o estado", afirmou Malta Marques
Empossado como vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) para o biênio 2015-2016, o desembargador José Carlos Malta Marques, ao tomar posse, prometeu combater a compra de votos em Alagoas; para ele, eleição de 2016 será um grande desafio; "tradicionalmente, as eleições municipais se destacam, com certa frequência, pela compra de votos em todo o estado", afirmou Malta Marques (Foto: Voney Malta)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Alagoas247 - O desembargador José Carlos Malta Marques tomou posse, na tarde desta segunda-feira (13), como vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE/AL) para o biênio 2015-2016. Como prioridade à frente da vice-presidência, Malta Marques declarou que vai combater de forma firme a compra de votos nos municípios alagoanos, a começar pela campanha eleitoral de 2016.

Para o vice-presidente, o próximo pleito já se mostra um grande desafio, visto que, tradicionalmente, as eleições municipais se destacam, com certa frequência, pela compra de votos em todo o estado.

Ao lado do presidente do TRE, o desembargador Sebastião Costa Filho, Malta Marques vai auxiliar a presidência nos trabalhos para as eleições municipais do próximo ano em Alagoas, em 102 cidades.

"Estamos nos aproximando de um período que classifico como o mais difícil para a Justiça Eleitoral: as eleições municipais. Apesar de ser apaixonante, é o momento no qual temos um gigantesco número de casos de compra de voto, e em todo o estado. Vamos trabalhar para dificultar esta prática, pois, trata-se de um mal que deve ser combatido", disse Malta Marques

Com gazetaweb.com

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247