Caso Bruno Pereira e Dom Phillips: suspeito volta atrás e diz ter ocultado corpos, mas nega ter efetuado tiros

Amarildo da Costa Oliveira disse que Jeferson da Silva Lima seria o responsável pelo crime contra o indigenista Bruno Pereira e o jornalista Dom Phillips

www.brasil247.com - Dom Phillips (à esq.) e Bruno Pereira
Dom Phillips (à esq.) e Bruno Pereira (Foto: Avener Prado/Agência Pública | Reprodução/Twitter | Reprodução/TV Globo)


247 - Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como Pelado, prestou depoimento à Polícia Federal nesta segunda-feira (20) e mudou sua versão. Inicialmente, o pescador havia confessado, segundo investigadores, de ter participado dos assassinatos do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips. 

De acordo com o portal Uol, em novas declarações, Amarildo disse que Jeferson da Silva Lima, conhecido como Pelado da Dinha, seria o responsável pelo crime, no dia 5, na Amazônia. 

Amarildo admitiu ter jogado os corpos em uma parte da mata do Vale do Javari (AM), esquartejado e ateado fogo. Ele, o seu irmão, Oseney da Costa de Oliveira, e Silva Lima estão presos. A PF identificou outras cinco pessoas que teria participado do crime.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email