Após caso Chico Pinheiro, Globo amordaça jornalistas

Os jornalistas do Grupo Globo estão expressamente proibidos de manifestarem preferência por clubes de futebol, de curtir posts de candidatos no Facebook e até de expressarem suas opiniões sobre temas políticos em conversas privadas em aplicativos como o WhatsApp; AI-5 da Globo deve ser decretado nos próximos dias; nos bastidores, a mordaça aos jornalistas recebeu o apelido de "Lei Chico Pinheiro", por vir após a polêmica envolvendo o apresentador do Bom Dia Brasil, Chico Pinheiro, que teve áudios criticando a prisão do ex-presidente Lula atribuídos a ele nas redes sociais

Os jornalistas do Grupo Globo estão expressamente proibidos de manifestarem preferência por clubes de futebol, de curtir posts de candidatos no Facebook e até de expressarem suas opiniões sobre temas políticos em conversas privadas em aplicativos como o WhatsApp; AI-5 da Globo deve ser decretado nos próximos dias; nos bastidores, a mordaça aos jornalistas recebeu o apelido de "Lei Chico Pinheiro", por vir após a polêmica envolvendo o apresentador do Bom Dia Brasil, Chico Pinheiro, que teve áudios criticando a prisão do ex-presidente Lula atribuídos a ele nas redes sociais
Os jornalistas do Grupo Globo estão expressamente proibidos de manifestarem preferência por clubes de futebol, de curtir posts de candidatos no Facebook e até de expressarem suas opiniões sobre temas políticos em conversas privadas em aplicativos como o WhatsApp; AI-5 da Globo deve ser decretado nos próximos dias; nos bastidores, a mordaça aos jornalistas recebeu o apelido de "Lei Chico Pinheiro", por vir após a polêmica envolvendo o apresentador do Bom Dia Brasil, Chico Pinheiro, que teve áudios criticando a prisão do ex-presidente Lula atribuídos a ele nas redes sociais (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - Os jornalistas do Grupo Globo estão expressamente proibidos de manifestarem preferência por clubes de futebol, de curtir posts de candidatos no Facebook e até de expressarem suas opiniões sobre temas políticos em conversas privadas em aplicativos como o WhatsApp.

AI-5 da Globo deve ser decretado nos próximos dias, sob o nome de Princípios Editoriais do Grupo Globo, documento que normatiza a conduta ética de seus jornalistas.

Nos bastidores, a mordaça aos jornalistas recebeu o apelido de "Lei Chico Pinheiro", por vir após a polêmica envolvendo o jornalista e apresentador do Bom Dia Brasil, Chico Pinheiro, que teve áudios criticando a prisão do ex-presidente Lula atribuídos a ele em abril. 

De acordo com o jornalista Daniel Castro, do site Notícias da TV, na semana passada, chefias da área de Jornalismo se reuniram com seus subordinados para informar as novidades. Para repórteres e editores, ficou claro que as restrições a partir de agora serão totais, que eles não poderão mais opinar nem para um amigo. "Mesmo quando você escreve reservadamente para alguém, não deve emitir opinião porque, se isso vazar, vai se encaixar nas normas de comportamento em redes sociais", disse um chefe de São Paulo.

PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247 e relembre o áudio atribuído a Chico Pinheiro:

 

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email