"Constituição garante o direito de publicar material de interesse público", reforça Intercept

"Os desdobramentos da operação deflagrada pela Polícia Federal não mudam o fato de que a Constituição Federal garante o direito do Intercept de publicar suas reportagens com este ou qualquer outro material de interesse público que chegue às mãos de nossa redação", diz trecho da nota do Intercept

Brasilia DF - Jornalista fundador do jornal The Intercept, Glenn Greenwald
Brasilia DF - Jornalista fundador do jornal The Intercept, Glenn Greenwald (Foto: foto Gustavo Bezerra)

247 - Em nota divulgada nesta sexta-feira (26), o The Intercept reforça que, como qualquer outro veículo de imprensa, não comenta "assuntos relacionados à identidade de suas fontes anônimas" e lembra que o sigilo da fonte é uma garantia constitucional.

"Os desdobramentos da operação deflagrada pela Polícia Federal não mudam o fato de que a Constituição Federal garante o direito do Intercept de publicar suas reportagens com este ou qualquer outro material de interesse público que chegue às mãos de nossa redação e tenha tratamento jornalístico seguindo os melhores padrões internacionais. Esse mesmo direito é garantido para toda a imprensa brasileira", diz o texto da nota.

. A nota é uma resposta ao conteúdo do depoimento de Walter Delgatti, um dos presos pela Polícia Federal como sendo um dos suspeitos de terem hackeado celulares de autoridades. 

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247