DCM contesta crítica de Miriam Leitão sobre Fachin

No Twitter, Míriam Leitão, colunista do Globo, disse que “não é o voto nem as ideias de Luiz Fachin que causam desconforto; “O problema é o risco de aparelhamento do STF”; segundo o jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro Mundo, ela estava apenas repetindo uma expressão que seus patrões adoram empregar contra aqueles de quem não gostam

No Twitter, Míriam Leitão, colunista do Globo, disse que “não é o voto nem as ideias de Luiz Fachin que causam desconforto; “O problema é o risco de aparelhamento do STF”; segundo o jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro Mundo, ela estava apenas repetindo uma expressão que seus patrões adoram empregar contra aqueles de quem não gostam
No Twitter, Míriam Leitão, colunista do Globo, disse que “não é o voto nem as ideias de Luiz Fachin que causam desconforto; “O problema é o risco de aparelhamento do STF”; segundo o jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro Mundo, ela estava apenas repetindo uma expressão que seus patrões adoram empregar contra aqueles de quem não gostam (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro Mundo, contestou a crítica da colunista do Globo Miriam Leitão sobre a indicação de Luiz Fachin para o Supremo Tribunal Federal.

No Twitter, ela disse que “não é o voto nem as ideias de Luiz Fachin que causam desconforto; “O problema é o risco de aparelhamento do STF”.

Para Nogueira, Miriam estava apenas repetindo uma expressão que seus patrões, os irmãos Marinho, adoram empregar contra aqueles de quem não gostam.

'Quando Aécio nomeia a irmã, o cunhado e os amigos, não é “aparelhamento”. Quando FHC nomeia o genro, e depois demite quando este se divorcia de sua filha, não é “aparelhamento”.Quando Serra emprega a família de Soninha na administração pública de São Paulo, não é “aparelhamento”' (leia mais).

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247