DCM: ‘exigir’ saída de Graça é manobra cínica e oportunista

Jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, afirma que "o que a oposição está querendo, com a contribuição milionária da imprensa, é fingir que os problemas na Petrobras se iniciaram com o PT"; "É muita cara de pau da oposição exigir a cabeça de Graça antes que se comprove qualquer envolvimento dela com as delinquências", diz ele

Jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, afirma que "o que a oposição está querendo, com a contribuição milionária da imprensa, é fingir que os problemas na Petrobras se iniciaram com o PT"; "É muita cara de pau da oposição exigir a cabeça de Graça antes que se comprove qualquer envolvimento dela com as delinquências", diz ele
Jornalista Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, afirma que "o que a oposição está querendo, com a contribuição milionária da imprensa, é fingir que os problemas na Petrobras se iniciaram com o PT"; "É muita cara de pau da oposição exigir a cabeça de Graça antes que se comprove qualquer envolvimento dela com as delinquências", diz ele (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – "Não há o menor sentido" no fato de a oposição "exigir" a demissão da presidente da Petrobras, Graça Foster, devido às denúncias de irregularidades na estatal, afirma Paulo Nogueira, do Diário do Centro do Mundo. "Quantos votos a oposição teve? Bastaria que vencesse a eleição para que Graça fosse tirada da Petrobras. Mas perdeu. Então, não há o menor sentido em exigir nada", diz ele.

"O que a oposição está querendo, com a contribuição milionária da imprensa, é fingir que os problemas na Petrobras se iniciaram com o PT", continua o jornalista. "É muita cara de pau da oposição exigir a cabeça de Graça antes que se comprove qualquer envolvimento dela com as delinquências", critica.

Em sua avaliação, "entregar a cabeça de Graça apenas porque a oposição "exige" seria um sinal de extrema fraqueza de Dilma". Paulo Nogueira resgata dois fatos que envolvem o PSDB: a denúncia de que o ex-presidente do partido, Sérgio Guerra, teria embolsado R$ 10 milhões para inviabilizar uma CPI e a suposta pressão da Odebrecht sobre Aécio Neves para que ele esvaziasse a CPI da Petrobras. E questiona:

"Com tudo isso ainda por ser esclarecido, é Graça quem tem que pagar a conta? É muito cinismo. Ou, para usar uma palavra tão usada por Aécio na sua fracassada campanha, muita leviandade". Leia aqui a íntegra de seu texto.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247