Fábio de Melo diz que mulher é violentada porque “autoriza” agressor

Padre causa polêmica nas redes sociais com a circulação de um vídeo seu de 2007, em que aborda o tema da violência contra a mulher em uma pregação; "O agressor só se torna agressor porque a vítima o autoriza”, diz Fábio de Melo; no Twitter, onde é uma personalidade, ele foi bombardeado por perguntas sobre sua opinião e pediu perdão pela fala; "Peço perdão. Eu nunca pretendi dizer que a vítima é culpada. Apenas salientei que a não denúncia reforça o agressor"

Padre causa polêmica nas redes sociais com a circulação de um vídeo seu de 2007, em que aborda o tema da violência contra a mulher em uma pregação; "O agressor só se torna agressor porque a vítima o autoriza”, diz Fábio de Melo; no Twitter, onde é uma personalidade, ele foi bombardeado por perguntas sobre sua opinião e pediu perdão pela fala; "Peço perdão. Eu nunca pretendi dizer que a vítima é culpada. Apenas salientei que a não denúncia reforça o agressor"
Padre causa polêmica nas redes sociais com a circulação de um vídeo seu de 2007, em que aborda o tema da violência contra a mulher em uma pregação; "O agressor só se torna agressor porque a vítima o autoriza”, diz Fábio de Melo; no Twitter, onde é uma personalidade, ele foi bombardeado por perguntas sobre sua opinião e pediu perdão pela fala; "Peço perdão. Eu nunca pretendi dizer que a vítima é culpada. Apenas salientei que a não denúncia reforça o agressor" (Foto: Gisele Federicce)

247, com Portal Fórum - O padre Fábio de Melo fez um sermão abordando a violência contra a mulher. A fala do religioso, no entanto, repercutiu negativamente quando ele disse que as vítimas “autorizam” o agressor a cometer seus atos.

“As mulheres que são agredidas fisicamente pelos seus maridos, no dia em que ela recebe a primeira agressão, ela é que vai determinar para ele se ele vai ter o direito de agredi-la a vida inteira ou não. É o jeito como ela olha para ele. Não é nenhuma palavra, nenhum grito que vai dizer ‘não me bata’, mas é o seu jeito de ser mulher. O agressor só se torna agressor porque a vítima o autoriza”, afirmou o padre em um vídeo que circula pelas redes sociais.

Usuários do Twitter, onde Fábio de Melo é uma personalidade, se uniram para criticar seu posicionamento e a bombardeá-lo com perguntas. Ele então pediu perdão pela fala.

"Peço perdão. Eu nunca pretendi dizer que a vítima é culpada. Apenas salientei que a não denúncia reforça o agressor", postou. "É muito desconfortável ser promotor do que abominamos. Culpar a vítima é abominável. Se fui infeliz na linguagem, resta-me retratar", publicou ainda.

Assista ao vídeo:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247