Hacker publica dados de petistas condenados no STF

Em texto revoltado, usuário divulga pelo Twitter telefones e endereços de José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares e chama a população para ir às ruas contra a corrupção

Hacker publica dados de petistas condenados no STF
Hacker publica dados de petistas condenados no STF
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Revoltado com a corrupção na política brasileira, um usuário no Twitter (@nbdu1nder) divulgou nesta terça-feira dados pessoais de três condenados no julgamento da Ação Penal 470, o chamado "mensalão". Telefones, data de nascimento, endereços e CPFs dos petistas José Dirceu, José Genoino e Delúbio Soares têm como indicação de fonte a database do site do Planalto.

"O Brasil viveu um dos momentos mais constrangedores de sua história, não apenas por assistir a posse na Câmara dos Deputados de um corrupto e quadrilheiro condenado a seis anos e onze meses de prisão, mas pelo fato dele ter sido aplaudido por boa parte dos parlamentares, entre eles todos os petistas, como se fosse um herói nacional", diz o início do texto, antes de chamar a população para ir às ruas contra esses acontecimentos.

Depois de usar a frase "O diabo desta vida é que entre cem caminhos temos que escolher apenas um, e viver com a nostalgia dos outros noventa e nove", o internauta acusa os condenados de terem escolhido o caminho errado. E conclui: "Só restam as consequências. Seus imundos". O hacker então introduz as informações pessoais como "Um pouco da vida de nossos queridos políticos".

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email