Helena Chagas questiona: o que será do governo?

"Nos últimos dias, multiplicaram-se os depoimentos, delações e vazamentos que espraiam a Lava Jato para muito além do PT, mostrando que se aproxima o momento em que peemedebistas e tucanos estarão de fato enrolados", diz a jornalista Helena Chagas, ex-ministra da Secom; "Ninguém imagina um cenário em que um governo cheio de citados e acusados de receber recursos de caixa 2 e de propina dê um show de gestão e competência. Muito menos que consiga,  paralelamente ao burburinho das acusações, aprovar reformas difíceis e impopulares como a da Previdência"

São Paulo - SP, 30/09/2016. Presidente Michel Temer, durante Solenidade de Abertura da 8ª edição do Exame Fórum. Foto: Beto Barata/PR
São Paulo - SP, 30/09/2016. Presidente Michel Temer, durante Solenidade de Abertura da 8ª edição do Exame Fórum. Foto: Beto Barata/PR (Foto: Leonardo Attuch)

247 – A jornalista Helena Chagas, ex-ministra da Secom, avalia que a Lava Jato explodirá no colo do governo Temer, que tem cada vez menos tempo para aprovar sua agenda de reformas.

"Nos últimos dias, multiplicaram-se os depoimentos, delações e vazamentos que espraiam a Lava Jato para muito além do PT, mostrando que se aproxima o momento em que peemedebistas e tucanos estarão de fato enrolados. Muito mais virá. O que será do governo?", questiona ela, no artigo Corra, Michel, corra.

"Ninguém imagina um cenário em que um governo cheio de citados e acusados de receber recursos de caixa 2 e de propina dê um show de gestão e competência. Muito menos que consiga,  paralelamente ao burburinho das acusações, aprovar reformas difíceis e impopulares como a da Previdência", afirma. "O Planalto, obviamente, já percebeu isso. E a ordem agora é correr para fazer e aprovar tudo o que for possível antes da onda da Lava Jato chegar."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247