Impropriedade, diz Sakamoto após fala de Onyx sobre Lei Áurea

O jornalista Leonardo Sakamoto critica a declaração do ministro Onyx Lorenzoni, para quem o regime de capitalização é uma espécie de "Lei Áurea", que dará mais liberdade de vida aos brasileiros. "Entendo a preocupação do ministro com a poupança interna. Mas usar a Lei Áurea para isso é uma impropriedade"

247 - O jornalista Leonardo Sakamoto critica a declaração do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para quem o regime de capitalização é uma espécie de "Lei Áurea", que dará mais liberdade de vida aos brasileiros. 

"Entendo a preocupação do ministro com a poupança interna. Mas usar a Lei Áurea para isso é uma impropriedade. Primeiro, pela natureza da referência – a Lei Imperial número 3.353, tratava da exploração de trabalhadores pelo poder econômico da época. Mesmo com o excesso de sincericídios do atual governo, creio que a comparação soa mal", escreve o colunista do Uol. 

"Segundo, pelo contexto – o presidente da República acabou de reclamar publicamente que as leis de combate ao trabalho escravo são muito rígidas. Terceiro, porque o próprio Onyx citou o Chile como referência – repetindo outros membros do governo federal, nos últimos meses, que simplesmente ignoraram o fato que a população de lá está possessa com o sistema de capitalização porque significou o empobrecimento dos mais velhos. Milhões foram às ruas nos últimos anos para protestar contra o modelo", continua.

Leia a íntegra do Blog do Sakamoto



Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247