Kotscho: “Brasil já tem o seu Trump: Bolsonaro vem aí”

"Cercado por onde passa para fazer selfie com seus admiradores, o capitão do Exército que virou campeão de votos no Rio e já elegeu também dois filhos como parlamentares lembra mesmo o jeito histriônico e as ideias xenófobas, homofóbicas e beligerantes de Donald Trump", compara o jornalista; ele alerta para que não se despreze a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro, "a exemplo do que as lideranças políticas e a mídia americana fizeram com Donald Trump"

"Cercado por onde passa para fazer selfie com seus admiradores, o capitão do Exército que virou campeão de votos no Rio e já elegeu também dois filhos como parlamentares lembra mesmo o jeito histriônico e as ideias xenófobas, homofóbicas e beligerantes de Donald Trump", compara o jornalista; ele alerta para que não se despreze a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro, "a exemplo do que as lideranças políticas e a mídia americana fizeram com Donald Trump"
"Cercado por onde passa para fazer selfie com seus admiradores, o capitão do Exército que virou campeão de votos no Rio e já elegeu também dois filhos como parlamentares lembra mesmo o jeito histriônico e as ideias xenófobas, homofóbicas e beligerantes de Donald Trump", compara o jornalista; ele alerta para que não se despreze a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro, "a exemplo do que as lideranças políticas e a mídia americana fizeram com Donald Trump" (Foto: Gisele Federicce)

247 - O jornalista Ricardo Kotscho acredita que o Brasil já tem um Donald Trump para chamar de seu na disputa de 2018: o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que disse ter ficado feliz com a vitória do republicano e já se lançou ao Planalto.

"Com 8% das intenções de voto na última pesquisa Datafolha, o candidato da extrema direita brasileira foi logo mostrando suas semelhanças com o presidente eleito dos Estados Unidos", lembra Kotscho, em seu blog.

"Cercado por onde passa para fazer selfie com seus admiradores, o capitão do Exército que virou campeão de votos no Rio e já elegeu também dois filhos como parlamentares lembra mesmo o jeito histriônico e as ideias xenófobas, homofóbicas e beligerantes de Donald Trump", compara o jornalista.

Ele alerta ainda para que não se despreze a candidatura presidencial de Jair Bolsonaro, "a exemplo do que as lideranças políticas e a mídia americana fizeram com Donald Trump".

Leia aqui a íntegra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247