Patético, Estadão tenta negar desistência de Huck

Depois de pagar mico com a manchete constrangedora sobre Huck, Estado agora diz que ele não desistiu de concorrer à Presidência em 2018;"As informações de que Huck decidiu não disputar a eleição de 2018 têm o objetivo de arrefecer a pressão em cima dele, que aumentou após a pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos revelar que sua aprovação é de 60%", diz o jornal da família Mesquita

Depois de pagar mico com a manchete constrangedora sobre Huck, Estado agora diz que ele não desistiu de concorrer à Presidência em 2018;"As informações de que Huck decidiu não disputar a eleição de 2018 têm o objetivo de arrefecer a pressão em cima dele, que aumentou após a pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos revelar que sua aprovação é de 60%", diz o jornal da família Mesquita
Depois de pagar mico com a manchete constrangedora sobre Huck, Estado agora diz que ele não desistiu de concorrer à Presidência em 2018;"As informações de que Huck decidiu não disputar a eleição de 2018 têm o objetivo de arrefecer a pressão em cima dele, que aumentou após a pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos revelar que sua aprovação é de 60%", diz o jornal da família Mesquita (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornal O Estado de S.Paulo segue pagando mico com sua tentativa desesperada de viabilizar a candidatura de Luciano Huck à Presidência em 2018.

Depois de uma constrangedora manchete em que tentava convencer os leitores da viabilidade eleitoral do global, o jornal da família Mesquita hoje insiste que Huck ainda está no páreo.

"As informações de que Huck decidiu não disputar a eleição de 2018 têm o objetivo de arrefecer a pressão em cima dele, que aumentou após a pesquisa Barômetro Político Estadão-Ipsos revelar que sua aprovação é de 60%. A interlocutores garante que o martelo ainda não foi batido."

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247