Reinaldo já trata Temer como presidente

Colunista Reinaldo Azevedo “derruba” o governo Dilma Rousseff, antes mesmo do início do processo de impeachment no Congresso, e diz que Michel Temer “deu início a seu mandato”; “Não é a primeira vez que um vice assume em razão do impedimento do titular. Em 1992, a queda de Collor e a ascensão ao poder de Itamar Franco fizeram um bem imenso ao Brasil. Sem esse evento fundador, não teria existido o Plano Real’, afirma 

Colunista Reinaldo Azevedo “derruba” o governo Dilma Rousseff, antes mesmo do início do processo de impeachment no Congresso, e diz que Michel Temer “deu início a seu mandato”; “Não é a primeira vez que um vice assume em razão do impedimento do titular. Em 1992, a queda de Collor e a ascensão ao poder de Itamar Franco fizeram um bem imenso ao Brasil. Sem esse evento fundador, não teria existido o Plano Real’, afirma 
Colunista Reinaldo Azevedo “derruba” o governo Dilma Rousseff, antes mesmo do início do processo de impeachment no Congresso, e diz que Michel Temer “deu início a seu mandato”; “Não é a primeira vez que um vice assume em razão do impedimento do titular. Em 1992, a queda de Collor e a ascensão ao poder de Itamar Franco fizeram um bem imenso ao Brasil. Sem esse evento fundador, não teria existido o Plano Real’, afirma  (Foto: Roberta Namour)

247 - Colunista Reinaldo Azevedo “derruba” o governo Dilma Rousseff, antes mesmo do início do processo de impeachment no Congresso, e diz que Michel Temer “deu início a seu mandato”

“Não é a primeira vez que um vice assume em razão do impedimento do titular. Em 1992, a queda de Collor e a ascensão ao poder de Itamar Franco fizeram um bem imenso ao Brasil. Sem esse evento fundador, não teria existido o Plano Real’, afirma.

Segundo ele, “não estamos vivendo dias de euforia com a posse de Temer, e nem é o caso, mas cresceu bastante o otimismo dos agentes econômicos” (leia aqui).

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247