Rodrigo Vianna: "Moro integra o polo de extrema direita no Brasil"

Jornalista lembra que o ex-juiz tenta criar a narrativa de dois "polos radicais" no Brasil: Bolsonaro x Lula. Mas esquece de dizer que ele, Moro, faz parte do grupo de extrema direita e teve papel fundamental na eleição de Bolsonaro. Assista

Rodrigo Vianna e Sergio Moro
Rodrigo Vianna e Sergio Moro (Foto: Brasil247 | Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Rodrigo Vianna, apresentador do Boa Noite 247, rebateu a fala do ex-ministro Sergio Moro em que afirmou que o ex-presidente Lula e Jair Bolsonaro representam dois polos extremos na política brasileira.

Vianna lembrou que Moro, usando de sua toga na Lava Jato, atuou de forma a prejudicar o ex-presidente Lula e eleger Jair Bolsonaro, a quem ele serviria mais tarde como ministro da Justiça. Portanto, o jornalista crava os dois polos existentes no Brasil: o polo da democracia, da esquerda e centro esquerda e do ex-presidente Lula, e o polo da extrema direita, de Jair Bolsonaro e Sergio Moro.

“Ele promoveu essa perseguição a um campo político. A gente lembra bem como ele se portava, e hoje em dia ele admite, ele diz: ‘eu estava em um ringue com o ex-presidente Lula’. Portanto esse é o Moro que agora quer dizer que tem dois polos opostos no Brasil. Sim, tem dois polos opostos no Brasil, de um lado o Lula, a democracia, outros setores de esquerda, o PSOL, PDT, PSB, PCdoB e setores democráticos em outros partidos, esse é um polo. E o outro polo é a extrema direita. Então tem dois polos: a democracia, a centro esquerda, e no outro polo a extrema direita. Neste polo está Sergio Moro, ele ajudou a eleger a extrema direita no Brasil caçando o presidente Lula e promovendo uma campanha de perseguição ilegal que foi a Lava Jato em colaboração do FBI e com forças dos Estados Unidos”, afirmou Rodrigo Vianna.

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email