Stoppa: sem a Globo, Moro seria apenas mais um juiz

O apresentador Leonardo Stoppa destacou a irresponsabilidade da mídia hegemônica brasileira que, em nome do lucro e influência política, cria falsos heróis e algozes, como no caso do juiz Sérgio Moro; "O que fez Moro ficar tão destrutivo foi ele ter ganho dimensão nacional, sem a Rede Globo, ele seria apenas mais um juiz", opina; assista a íntegra do programa Léo ao Quadrado 

Stoppa: sem a Globo, Moro seria apenas mais um juiz
Stoppa: sem a Globo, Moro seria apenas mais um juiz

TV 247 - O programa Léo ao Quadrado desta quarta-feira (11) destacou a irresponsabilidade da mídia brasileira que, em nome do lucro e influência política, cria falsos heróis e algozes, como no caso do juiz Sérgio Moro, personagem concebido pela Rede Globo e extremamente destrutivo. Na opinião do apresentador Leonardo Stoppa, sem a emissora dos Marinho, Moro seria apenas mais um juiz. 

"Hoje, os jornalistas da Rede Globo e comentaristas do Facebook tornaram-se juízes e defendem Sérgio Moro, culpando o desembargador Rogério Favreto por ter emitido o habeas Corpus libertando Lula, mas, na verdade, Moro é que não possui nenhuma jurisdição para dar pitaco em um processo que não tem mais nenhuma relação com ele", esclarece Stoppa. 

Stoppa responsabiliza a mídia hegemônica por ter criado um personagem. "O que fez Moro ficar tão destrutivo foi ele ter ganho dimensão nacional, sem a Rede Globo, ele seria apenas mais um juiz", condena. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Léo ao Quadrado 

 

Ao vivo na TV 247 Youtube 247