Temer aumenta imposto, enquanto compra deputados, diz Eliane

Colunista Eliane Cantanhêde criticou nesta sexta-feira, 21, o aumento de impostos determinado por Michel Temer para tentar reduzir o déficit das contas públicas; "Além do peso negativo da expressão 'aumento de impostos', que dispensa apresentação mesmo para a camada da população com menor escolaridade, há um outro prato cheio para as críticas à medida: enquanto aumenta os impostos da maioria, o governo abre os cofres para agradar os deputados que vão decidir, em dois de agosto, o destino de Temer", afirmou  

Eliane Cantanhêde
Eliane Cantanhêde (Foto: Aquiles Lins)

247 - A colunista Eliane Cantanhêde, do Estado de S. Paulo, criticou nesta sexta-feira, 21, o aumento de impostos determinado por Michel Temer para tentar reduzir o déficit das contas públicas. 

Segundo Eliane, Temer e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, devem se preparar para a "rebordosa" a partir de agora. "A reação deve vir de três frentes: da oposição, da própria base aliada ao Planalto e da sociedade _ do chamado 'cidadão comum', e talvez principalmente, do setor produtivo, que não apenas sofre bastante com a crise como tem dado sustentação desde a primeira hora ao governo Temer. Tudo isso a treze dias da votação da denúncia de Janot contra Temer no plenário da Câmara", diz a colunista. 

A jornalista aponta outro fator que deve complicar ainda mais a vida de Temer após a escalada da carga tributária. "Além do peso negativo da expressão 'aumento de impostos', que dispensa apresentação mesmo para a camada da população com menor escolaridade, há um outro prato cheio para as críticas à medida: enquanto aumenta os impostos da maioria, o governo abre os cofres para agradar os deputados que vão decidir, em dois de agosto, o destino de Temer", afirmou. 

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247