"Tempos de insânia e bestialidade de Bolsonaro passarão", diz Nassif

"Passada a grande noite do pesadelo, em um ponto qualquer do futuro haverá um reencontro no Natal brasileiro. Há de cair a ficha do país. Em consideração aos laços familiares, os imbecis, imorais, ignorantes não serão cobrados por esses tempos de insânia e bestialidade", diz Luis Nassif, em relação aos bolsonaristas

Luis Nassif e Jair Bolsonaro
Luis Nassif e Jair Bolsonaro (Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247 | ABR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Trecho de uma crônica de Natal do jornalista Luis Nassif – O país emergiu das profundezas das senzalas, dos porões, das salas de tortura e passou a celebrar publicamente o pau-de-arara, a cadeira do Dragão, empalamentos, pimentinha, o pentatol sódico, os estupros e todo o conjunto de práticas dos porões, que está na base da formação da família Bolsonaro.

Mesmo assim, não passarão. Passada a grande noite do pesadelo, em um ponto qualquer do futuro haverá um reencontro no Natal brasileiro. Há de cair a ficha do país. Em consideração aos laços familiares, os imbecis, imorais, ignorantes não serão cobrados por esses tempos de insânia e bestialidade.

Todos lembrarão os antepassados, os momentos felizes em que o lado civilizado do país aproveitava o Natal para reencontros, reconciliações, celebrações.

E cantaremos as canções natalinas, que ajudaram a construir a alma de um país que eu quero de volta.

Leia a íntegra no GGN

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247