TV Cultura recua em censura contra Alckmin e Doria

Depois de censurar uma música que tinha críticas ao governador e ao prefeito de São Paulo, a TV Cultura recuou, diante da repercussão do caso, e exibiu a íntegra do programa "Cultura Livre" na madrugada desta sexta-feira 21, com a banda Aláfia (foto)

Depois de censurar uma música que tinha críticas ao governador e ao prefeito de São Paulo, a TV Cultura recuou, diante da repercussão do caso, e exibiu a íntegra do programa "Cultura Livre" na madrugada desta sexta-feira 21, com a banda Aláfia (foto)
Depois de censurar uma música que tinha críticas ao governador e ao prefeito de São Paulo, a TV Cultura recuou, diante da repercussão do caso, e exibiu a íntegra do programa "Cultura Livre" na madrugada desta sexta-feira 21, com a banda Aláfia (foto) (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A TV Cultura, administrada pelo governo de São Paulo, recuou de seu posicionamento após censurar uma música que continha críticas ao governador e ao prefeito de São Paulo, Geraldo Alckmin e João Doria, e exibiu a íntegra do programa "Cultura Livre" na madrugada desta sexta-feira 21.

O recuo se deu após a repercussão do caso, que foi divulgado pela apresentadora do programa, Roberta Martinelli, nas redes sociais, além da banda censurada, Aláfia. Uma versão editada do programa foi exibido na última terça, quando cortaram um trecho da música "Liga nas de Cem".

Em nota, a emissora havia dito que censurou o trecho "para evitar polarizações": "não difundir ideias ou fatos que incentivem a polarização, independentemente do indivíduo a quem esse discurso se destina".

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247