Brasil vai integrar comitê de assistência a refugiados palestinos

Admitido pela ONU, o Brasil será o primeiro país latino-americano a integrar o comitê, composto por 27 membros; colegiado é o órgão de mais alto nível da agência que toma decisões sobre as metas e estratégias no país

A Palestinian girl walks on the rubble strewn cieling of her family's home after she and other members of her family returned to their partially destroyed house early on August 27, 2014 in Gaza City's Shejaiya neighbourhood which was one of the hardest hi
A Palestinian girl walks on the rubble strewn cieling of her family's home after she and other members of her family returned to their partially destroyed house early on August 27, 2014 in Gaza City's Shejaiya neighbourhood which was one of the hardest hi (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Paulo Victor Chagas* – Repórter da Agência Brasil

A Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) decidiu aceitar o Brasil como membro permanente do comitê que discute e delibera sobre os apoios aos refugiados palestinos. O país já participava, nas últimas reuniões, do colegiado, denominado formalmente Comitê Consultivo da Agência das Nações Unidas de Assistência aos Refugiados da Palestina (UNRWA, na sigla em inglês).

Além do Brasil, os Emirados Árabes Unidos também foram admitidos. O colegiado é o órgão de mais alto nível da agência que toma decisões sobre as metas e estratégias no país. O Brasil será o primeiro país latino-americano a integrar o comitê, composto por 27 membros.

De acordo com o ministério das Relações Exteriores, o governo brasileiro ficou satisfeito com a inclusão no Comitê Consultivo, e vai contribuir junto as forças internacionais de assistência aos refugiados palestinos. Estas ações fazem parte, segundo o Itamaraty, dos esforços brasileiros para a promoção da paz no Oriente Médio.

Além dos dois novos países, o colegiado é composto pela: Alemanha, Arábia Saudita, Austrália, Bélgica, Canadá, Dinamarca, pelo Egito, pela Espanha, pelos Estados Unidos, pela Finlândia, França, Irlanda, Itália, pelo Japão, pela Jordânia, pelo Kuwait, Líbano, Luxemburgo, pela Noruega, pelos Países Baixos, pelo Reino Unido, pela Suécia, Suíça, Síria e Turquia. Como observadores, participam a União Europeia, Liga Árabe e a própria Palestina.

*Com informações da Rádio ONU

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247