Como Lula no Brasil, Lopez Obrador enfrenta campanha eleitoral suja no México

Favorito nas eleições presidenciais mexicanas do próximo domingo, o esquerdista Andrés Manuel López Obrador, 64, enfrenta uma campanha suja de seus adversários tal qual ocorre no Brasil quando o assunto é Lula; há séries de violações eleitorais e assédios por parte dos adversários, dizem coordenadores da campanha de AMLO, como Obrador é conhecido no México; Obrador lotou o estádio Azteca em seu último comício, com 80 mil pessoas

Favorito nas eleições presidenciais mexicanas do próximo domingo, o esquerdista Andrés Manuel López Obrador, 64, enfrenta uma campanha suja de seus adversários tal qual ocorre no Brasil quando o assunto é Lula; há séries de violações eleitorais e assédios por parte dos adversários, dizem coordenadores da campanha de AMLO, como Obrador é conhecido no México; Obrador lotou o estádio Azteca em seu último comício, com 80 mil pessoas
Favorito nas eleições presidenciais mexicanas do próximo domingo, o esquerdista Andrés Manuel López Obrador, 64, enfrenta uma campanha suja de seus adversários tal qual ocorre no Brasil quando o assunto é Lula; há séries de violações eleitorais e assédios por parte dos adversários, dizem coordenadores da campanha de AMLO, como Obrador é conhecido no México; Obrador lotou o estádio Azteca em seu último comício, com 80 mil pessoas (Foto: Gustavo Conde)

247 – Favorito nas eleições presidenciais mexicanas do próximo domingo, o esquerdista Andrés Manuel López Obrador, 64, enfrenta uma campanha suja de seus adversários tal qual ocorre no Brasil quando o assunto é Lula. Há séries de violações eleitorais e assédios por parte dos adversários, dizem coordenadores da campanha de "AMLO", como Obrador é conhecido no México. Obrador lotou o estádio Azteca em seu último comício, com 80 mil pessoas.

“Há algumas semanas, quando os números das pesquisas pareciam não se mover e uma vitória do esquerdista Andrés Manuel López Obrador, 64, no próximo domingo (1) começou a se mostrar inevitável, uma guerra virtual de propaganda começou no México.

As redes sociais e os spots oficiais e não oficiais de campanha (aqui não há horário eleitoral) foram ficando mais agressivos. De anônimos ou candidatos, criaram-se redes para distribuir vídeos, fazer ligações em massa e divulgar mensagens a favor e contra o esquerdista que tenta a eleição pela terceira vez e, na noite da última quinta (27), lotou o mítico estádio Azteca como se fosse noite de clássico ou final de Copa do Mundo.”

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Mais de Mundo

Ao vivo na TV 247 Youtube 247