Cuba concede indulto a 787 presos após apelo do papa

O governo de Cuba anunciou nesta terça-feira (15) que concedeu indulto a 787 presos após receber um apelo do Papa Francisco. De acordo com jornal Granma, publicação oficial do Parido Comunista de Cuba (PCC), o perdão das penas foi concedido a presos condenados por crimes de menor potencial ofensivo

Papa Francisco fala na Praça São Pedro, no Vaticano. 24/2/2016. REUTERS/Max Rossi
Papa Francisco fala na Praça São Pedro, no Vaticano. 24/2/2016. REUTERS/Max Rossi (Foto: Gisele Federicce)

Da Agência Ansa

O governo de Cuba anunciou nesta terça-feira (15) que concedeu indulto a 787 presos após receber um apelo do Papa Francisco. De acordo com jornal Granma, publicação oficial do Parido Comunista de Cuba (PCC), o perdão das penas foi concedido a presos condenados por crimes de menor potencial ofensivo. As informações são da Agência Lusa.

"Para isso se levou em conta as características dos fatos pelos quais foram sancionados, a conduta durante o cumprimento da sanção e o tempo da pena já cumprido. Igualmente, por razões humanitárias, também foram incluídos nesse indulto mulheres, jovens, doentes e outras categoria", informou a publicação".

Presos condenados por crimes graves como homicídio, corrupção de menores, estupro, tráfico de drogas não receberam o benefício por representarem "extremo perigo".

No ano passado, o governo cubano libertou mais de 3 mil presos após a visita do Papa Francisco, um dos responsáveis pelo processo de reaproximação entre os Estados Unidos e Cuba.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247