Desaprovação a Trump sobe sem parar e Biden abre vantagem de 8 pontos na corrida à Casa Branca

O democrata Joe Biden tem 46% das preferências dos eleitores dos EUA para as eleições de 3 de novembro e abriu vantagem de 8 pontos contra Trump em uma semana, que tem 38%, segundo pesquisa Reuters/Ipsos divulgada nesta terça

Joe Biden e Donald Trump
Joe Biden e Donald Trump (Foto: Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Pesquisa Reuters/Ipsos divulgada na noite desta terça-feira (12) nos EUA indicou uma aceleração rápida da desaprovação a Trump devido à sua conduta na epidemia do coronavírus. A reeleição do republicano, que parecia certa até semanas atrás parece ter tornado um sonho distante: em uma semana, o democrata Joe Biden saltou de uma vantagem de 2 pontos percentuais para 8 na pesquisa e agora tem 46% das preferências contra 38% de Trump para o pleito de 3 de novembro.

A pesquisa conduzida entre segunda e terça-feira mostrou que 41% dos eleitores dos EUA aprovam o desempenho de Trump no cargo, queda de 4 pontos em relação a um levantamento semelhante conduzido em meados de abril. A reprovação ao presidente cresceu 5 pontos para 56% no mesmo período.

A visão sobre a maneira pela qual Trump conduz a crise da Covid-19 é cada vez mais crítica na opinião pública estadunidense, informa a CNN: “De acordo com a pesquisa, aqueles que desaprovam o desempenho de Trump no comando da resposta à pandemia superam os que aprovam por 13 pontos percentuais -o maior saldo de desaprovação desde que a pesquisa passou a incluir essa questão no início de março”.
 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247