EUA e Ucrânia assinam acordo militar de parceria estratégica

A parceria tem caráter principalmente militar e se volta contra a Rússia

www.brasil247.com - Joe Biden e Vladimir Zelensky
Joe Biden e Vladimir Zelensky (Foto: Reuters)


Sputnik - Os presidentes dos Estados Uniods, Joe Biden, e da Ucrânia, Vladimir Zelensky, assinaram nesta quarta-feira (1) um comunicado conjunto sobre a Parceria Estratégica EUA-Ucrânia.

Zelensky está em Washington em visita de Estado. Conforme o documento, os Estados Unidos confirmam que vão continuar o treinamento das Forças Armadas ucranianas em conformidade com o status da Ucrânia como Parceiro de Oportunidades Reforçadas da Otan. 

De acordo com o comunicado, os EUA saúdam o progresso da Ucrânia nas reformas da indústria de defesa e das Forças Armadas, incluindo a adoção de uma nova estratégia para a indústria de defesa. "Os Estados Unidos apoiam o direito da Ucrânia de decidir seu próprio rumo de política externa, livre de interferências externas, incluindo no que diz respeito às aspirações da Ucrânia de se juntar à Otan", continuou. 

Além do encontro com Biden, o presidente ucraniano teve uma reunião com representantes de empresas dos EUA e exortou-os a investir na Ucrânia. A reunião envolveu empresas financeiras e de energia, companhias que operam no setor agrícola, infraestrutura e defesa. Zelensky relatou aos empresários norte-americanos o plano da transformação de seu país, destinado a atrair cerca de US$ 300 bilhões (R$ 1,5 trilhão) à economia ucraniana. Segundo escreveu o jornal The New York Times, "a decisão de permitir que o senhor Zelensky fosse o segundo líder europeu a visitar a Casa Branca desde a posse de Biden enviou um sinal forte de que a Ucrânia permanece uma prioridade para a administração [dos EUA]".

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email