Líderes indígenas brasileiros se reúnem em coletiva após discurso de Jair Bolsonaro na ONU

Lideranças indígenas brasileiras, como cacique Raoni Metuktire e os coordenadores-executivos da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Sonia Guajajara e Dinamam Tuxá, que estão em Nova Iorque, onde participaram da Cúpula de Ação Climática, darão uma coletiva de imprensa para responder às declarações dadas pelo presidente brasileiro na ONU

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O presidente Bolsonaro repetiu ao mundo o que vem dizendo aqui desde a campanha eleitoral. Em seu discurso na abertura da Assembleia Geral da ONU, reafirmou sua política anti-indigenista e de destruição da Amazônia. 

"Quero deixar claro: O Brasil não vai aumentar para 20% sua área já demarcada como terra indígena, como alguns chefes de estado gostariam que acontecesse", disse ele. Em seguida, citou duas vezes o nome do Cacique Raoni, de quem disse ser manipulado por interesses internacionais.

Lideranças indígenas brasileiras, como cacique Raoni Metuktire e os coordenadores-executivos da Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Sonia Guajajara e Dinamam Tuxá, que estão em Nova Iorque, onde participaram da Cúpula de Ação Climática, darão uma coletiva de imprensa para responder às declarações dadas pelo presidente brasileiro na ONU.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email