Merkel diz que Brexit “é um golpe na Europa”

"Aceitamos com pena a decisão do povo britânico. Não há dúvidas que isto é um golpe na Europa e no processo de unificação europeia. (...) Mas as consequências disto dependerão da capacidade de conseguirmos provar – os restante 27 membros – que estamos dispostos a não tomar decisões simples e precipitadas, que só vão dividir mais a Europa", lamentou a chanceler alemã; ela acrescentou, no entanto, que a vontade do povo britânico deve ser respeitada

Chanceler alemã, Angela Merkel, durante evento em Berlim. 24/06/2016 REUTERS/Hannibal Hanschke
Chanceler alemã, Angela Merkel, durante evento em Berlim. 24/06/2016 REUTERS/Hannibal Hanschke (Foto: Gisele Federicce)

tvi24 - A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, François Hollande, consideram que a vontade do povo britânico em sair da União Europeia, expressada no referendo desta quinta-feira, deve ser respeitada.

Merkel, que vai reunir-se com Hollande, com o primeiro-ministro italiano e com o presidente do Conselho Europeu na segunda-feira, pede aos Estados membros que não façam julgamentos precipitados, de forma a não dividir mais a Europa.

"Aceitamos com pena a decisão do povo britânico. Não há dúvidas que isto é um golpe na Europa e no processo de unificação europeia. (...) Mas as consequências disto dependerão da capacidade de conseguirmos provar – os restante 27 membros – que estamos dispostos a não tomar decisões simples e precipitadas, que só vão dividir mais a Europa".

Como escreve a Agência France-Presse, Merkel aconselha os países da União a "analisar" e a "avaliar" a situação com prudência, "antes que se possam tomar, juntos, as decisões corretas".

Nunca se esqueçam que a ideia de [uma] União Europeia era uma ideia de paz".

A chanceler apelou, por isso, a que as relações próximas com o Reino Unido sejam mantidas mesmo após o "Brexit".

François Hollande também aconselha prudência e considera que as negociações para a saída do país devem decorrer de forma suave.

Como escreve a Reuters, Hollande diz que a saída de um Estado membro é um desafio para a Europa, mas que o bloco tem de se focar nas suas prioridades como a segurança e a defesa, a proteção das fronteiras, o desemprego e o reforço da Zona Euro.

O voto britânico é um teste duro para a Europa", afirmou Hollande.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247