Polícia francesa interroga assessores de Le Pen sobre uso de fundos da UE

Polícia judicial francesa está interrogando o guarda-costas e o chefe de gabinete da candidata de extrema direita à Presidência da França, Marine Le Pen, em relação a uma investigação sobre o suposto uso irregular de recursos da União Europeia para pagar assessores parlamentares, disse o advogado da candidata nesta quarta-feira

Polícia judicial francesa está interrogando o guarda-costas e o chefe de gabinete da candidata de extrema direita à Presidência da França, Marine Le Pen, em relação a uma investigação sobre o suposto uso irregular de recursos da União Europeia para pagar assessores parlamentares, disse o advogado da candidata nesta quarta-feira
Polícia judicial francesa está interrogando o guarda-costas e o chefe de gabinete da candidata de extrema direita à Presidência da França, Marine Le Pen, em relação a uma investigação sobre o suposto uso irregular de recursos da União Europeia para pagar assessores parlamentares, disse o advogado da candidata nesta quarta-feira (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

PARIS (Reuters) - A polícia judicial francesa está interrogando o guarda-costas e o chefe de gabinete da candidata de extrema direita à Presidência da França, Marine Le Pen, em relação a uma investigação sobre o suposto uso irregular de recursos da União Europeia para pagar assessores parlamentares, disse o advogado da candidata nesta quarta-feira.

Marcel Ceccaldi disse à Reuters que o caso era uma "manipulação" com objetivo de desestabilizar a campanha eleitoral da Frente Nacional, liderada por Le Pen, que anteriormente já negou quaisquer irregularidades.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247