Rebelião deixa 50 mortos em presídio venezuelano

Motim ocorreu na prisão venezuelana de Uribana, perto da cidade de Barquisimeto, no Noroeste do país. As informações são do diretor do Hospital Central de Barquisimeto, Ruy Medina. Segundo ele, a maioria das vítimas foi ferida por arma de fogo

Rebelião deixa 50 mortos em presídio venezuelano
Rebelião deixa 50 mortos em presídio venezuelano (Foto: STRINGER)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Da Agência Brasil

Brasília - Pelo menos 50 pessoas teriam morrido e quase 100 ficado feridas em um motim na prisão venezuelana de Uribana, perto da cidade de Barquisimeto, no Noroeste do país. As informações são do diretor do Hospital Central de Barquisimeto, Ruy Medina. Segundo ele, a maioria das vítimas foi ferida por arma de fogo.

O ministro venezuelano Iris Varela, responsável pelo sistema penitenciário, não quis confirmar, no entanto, o número de mortos e feridos até que as autoridades tenham analisado melhor a situação. Entre os mortos estariam presos, guardas e funcionários da prisão.

Da BBC Brasil

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo APOIA.se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247