Renda deve desabar para metade dos trabalhadores no mundo, alerta OIT

A Organização Internacional do Trabalho alerta que as consequências socioeconômicas da crise sanitária poderão ser mais devastadoras

(Foto: Wikicommons)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "A pandemia terá um efeito devastador sobre os trabalhadores da economia informal e sobre centenas de milhões de empresas em todo o mundo. O alerta está sendo lançado pela OIT que, num informe apresentado nesta quarta-feira, revela que as consequências da crise sanitária poderão ser bem maiores do que se imaginava até agora", informa o jornalista Jamil Chade, que acompanha em Genebra a ação dos organismos multilaterais.

"O declínio contínuo e acentuado dos horários de trabalho a nível mundial devido ao surto da covid-19 significa que 1,6 bilhão de trabalhadores na economia informal - ou seja, quase metade da mão de obra mundial - correm o risco imediato de verem os seus meios de subsistência destruídos", alertou a Organização Internacional do Trabalho. No total, o mundo conta com 2 bilhões de trabalhadores na informalidade.

Leia a íntegra

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247