Rússia diz que crise ucraniana se agrava

Governo do presidente Vladimir Putin vai apresentar nesta segunda-feira uma proposta de resolução ao Conselho de Segurança da ONU pedindo o imediato fim da violência que está se agravando na Ucrânia e a criação de corredores humanitários no leste do país

Governo do presidente Vladimir Putin vai apresentar nesta segunda-feira uma proposta de resolução ao Conselho de Segurança da ONU pedindo o imediato fim da violência que está se agravando na Ucrânia e a criação de corredores humanitários no leste do país
Governo do presidente Vladimir Putin vai apresentar nesta segunda-feira uma proposta de resolução ao Conselho de Segurança da ONU pedindo o imediato fim da violência que está se agravando na Ucrânia e a criação de corredores humanitários no leste do país (Foto: Gisele Federicce)

MOSCOU (Reuters) - A Rússia vai apresentar nesta segunda-feira uma proposta de resolução ao Conselho de Segurança da ONU pedindo o imediato fim da violência que está se agravando na Ucrânia e a criação de corredores humanitários no leste do país, disse o ministro de Relações Exteriores, Sergei Lavrov.

Lavrov disse que nações ocidentais haviam garantido à Rússia que a situação na Ucrânia iria melhorar depois da eleição presidencial de maio, mas "tudo está acontecendo exatamente de maneira oposta".

"Pessoas estão morrendo todos os dias. Civis pacíficos estão sofrendo mais e mais. O Exército, a aviação militar e armas pesadas continuam a ser usados contra eles", afirmou Lavrov, quando lhe perguntaram sobre a Ucrânia em uma entrevista coletiva conjunta depois de conversações com o chanceler da Mauritânia.

O chanceler disse que o esboço da resolução "irá conter uma demanda para a imediata interrupção da violência e o início de negociações reais com o objetivo de estabelecer um cessar-fogo estável e confiável".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247